sexta-feira, 14 de julho de 2017

.PALÁCIO NACIONAL DA AJUDA - LISBOA


Enquanto percorria as páginas de uma revista,dei de caras com um interessante artigo que falava de um palácio situado a dois passos de Belém e que de imediato despertou a minha atenção. 
Aquelas linhas bem escritas,falam de um tal Palácio Nacional da Ajuda,que após uma leitura mais aprofundada percebi ser um dos locais que frequentemente aparece nos noticiários,quando o governo Português recebe visitas de estado.
Podia ler-se num dos parágrafos daquele texto que me cativava cada vez mais:

terça-feira, 11 de julho de 2017

.BURACAS DO CASMILO - UM CAPRICHO DA NATUREZA NA SERRA DO SICÓ


A pequena aldeia do Casmilo vai ficando para trás e o carro avança agora por uma estrada de terra batida que à nossa passagem levanta uma enorme nuvem de poeira que de forma teimosa nos segue durante os poucos quilómetros que nos separam do nosso objectivo.
Seguimos os dois na companhia da simpática Beatriz que após a nossa chegada ás Casas do Adro se ofereceu prontamente para nos fazer uma visita guiada ao Vale do Sicó,onde se situam as famosas Buracas.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

.CASAS DO ADRO - TAPÉUS,PORTUGAL


Perdida no meio do maciço do Sicó,fica uma pequena aldeia de seu nome Tapéus.
Foi nesta espécie de Portugal esquecido que fomos encontrar as extraordinárias Casas do Adro que nos acolheram durante o tempo que nos lançámos na exploração das Buracas do Casmilo.
A aldeia é fascinante,repleta de pequenas casinhas típicas bem cuidadas com flores coloridas nos beirais e rodeadas de encostas rochosas onde os pinheiros crescem sem pressas,pintando de verde a paisagem envolvente.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

.PASSADIÇO DO ALAMAL - PASSEAR DE MÃOS DADAS COM O TEJO


Praia Fluvial do Alamal,pode ler-se numa placa com uma inscrição quase sumida e que anuncia a nossa chegada ao local que procurávamos. 
O tempo está ótimo.No ar sopra uma agradável brisa que atenua o calor,que sem exageros já aquece este final de manhã do mês de Junho.
Estacionamos o carro sob uma árvore que por agora ainda lhe confere alguma proteção.Avançamos meia dúzia de passos e sem surpresa já se avistam as águas azuis do Rio Tejo onde um pequeno grupo de jovens se refresca.