segunda-feira, 27 de abril de 2015

.RIGA, LETÓNIA - O QUE VISITAR


No final do mês de Abril realizámos uma pequena escapadela até à zona dos Países Bálticos e a primeira paragem foi a cidade de Riga. Para muitos, a capital da Letónia não figurará certamente no topo da lista de destinos a conhecer no imediato nem muito menos se apresentará como uma prioridade capaz de fazer frente aos principais pontos turísticos da Europa. Ainda assim acredite que esta cidade merece que lhe seja dada uma oportunidade porque por vezes o melhor e o mais bonito nem sempre é aquele que aparece nas primeiras paginas das revistas. 


.INFORMÕES ÚTEIS:

-DO AEROPORTO ATÉ AO CENTRO DA CIDADE:
 .Para quem aqui chega por via aérea a melhor forma de chegar ao centro da cidade é apanhar o bus 22 ou então uma mini van (n°222) na paragem que fica do lado direito no exterior do terminal (logo a seguir ao pequeno parque de estacionamento).
Tanto o bus como a van cobram dois euros pelo serviço. 
 .Os que entram na cidade de comboio ou autocarro não tem que se preocupar pois ambas as gares se situam no centro e daí podem-se deslocar a pé para o hotel.

-ONDE DORMIMOS:
 .Por falar em hotel, na nossa estadia ficámos no Central Hostel que além de estar muito bem localizado acabou por ser económico.
Pagámos 18 euros/noite por um quarto duplo com w.c. partilhado e com direito a pequeno almoço.

-COMO SE DESLOCAR:
 .Apesar da cidade ser relativamente bem servida por uma rede de transportes públicos, acabámos por não fazer uso da mesma uma vez que todos os locais presentes nesta lista se situam numa área que se percorre facilmente a pé.








Esta crónica é basicamente um resumo da nossa passagem pela capital da Letónia e na qual iremos partilhar uma lista dos principais locais que merecem ser visitados durante uma curta passagem de um dia.

Convém salientar que grande parte dos locais de interesse ficam situados na chamada Old Town que é preenchida por edifícios antigos e estilo medieval e ruas labirínticas que se percorrem facilmente a pé. Será precisamente nesta área (situada na margem este do Rio Daugava) que aconselhamos que iniciem a visita. 



19 LOCAIS QUE DEVEM FAZER PARTE DO SEU ROTEIRO QUANDO VISITAR RIGA

.CATEDRAL DE RIGA (DOMA CATHEDRAL)
Situada na praça central (Doma Laukums), esta é a mais importante catedral da cidade e a maior dos Países Bálticos. 
Foi construida em 1211 para ser a sede da diocese de Riga e hoje em dia é um dos locais de passagem obrigatória para quem visita a capital.
O grandioso interior não tem uma decoração muito rica, mas mesmo assim podemos ver várias pedras tumulares que preenchem algumas paredes. A visita vale sobretudo pelos bonitos vitrais por onde entra a luz exterior.




.OS TRÊS IRMÃOS 
Ora cá está um dos cartões postais da cidade. Estes três edifícios são dos mais antigos de Riga e ao mesmo tempo são um excelente exemplo da evolução arquitectónica que a cidade sofreu ao longo dos anos. 
O "Irmão" mais velho data do seculo XV, e está pintado de cor branca, o segundo irmão (amarelo) foi construído em 1646, data essa que podemos ver marcada na sua fachada. Datado do século XVIII o edifício verde é o mais jovem dos três.
Para os interessados em arquitectura não esquecer que no edifício verde está instalado o Museu de Arquitetura da Letónia.



.CASA DOS CABEÇAS NEGRAS
Este espetacular edifício construído em 1334 que albergava a confraria dos comerciantes alemães é provavelmente o local mais fotografado da cidadeO nome foi dado em honra de S.Maurício, o primeiro santo cristão negro e o padroeiro da confraria.
Em 1941 foi totalmente destruído pelos bombardeamentos que arrasaram a cidade mas foi reconstruído e re-inaugurado em 1999. A fachada é lindíssima, decorada com um bonito relógio astronómico cheio de detalhes dourados. 
Alguns metros mais à frente (no centro da praça) encontra-se a Estátua de S.Rolando, o padroeiro da cidade.




.CÂMARA MUNICIPAL
Situado na mesma praça (mesmo em frente da casa dos cabeças negras) este lindíssimo e bem cuidado edifício é uma excelente peça arquitectónica. Foi construído em 2003 no mesmo sitio e com as mesmas linhas de um outro que em tempos aqui existiu mas que infelizmente foi destruído durante a Segunda Guerra Mundial. 



.MUSEU DA OCUPAÇÃO DA LETÓNIA
Ainda na praça da câmara municipal podemos e devemos visitar este museu que retrata e conta de forma clara (por vezes cruel) as atrocidades vividas pelo povo Letão durante o período em que este pequeno país foi ocupado tanto pelos soviéticos como pelos nazis.
Foram mais de cinquenta anos de sofrimento (1940-1991) divididos por três períodos distintos mas consecutivos. 
   .Entre 1940-1941:Primeira ocupação soviética
   .Entre 1941-1945:O país foi ocupado pela Alemanha nazi
   .Entre 1945-1991:Segunda ocupação soviética
Neste local estão expostas fotografias, videos e documentos dos anos mais negros e dramáticos pelos quais este país passou.



.IGREJA DE S.PEDRO
Uma das igrejas mais antigas da cidade.Foi construída em 1209 praticamente na mesma altura em que Riga foi fundada. O interior é simples, com paredes cobertas de tijolos de cor avermelhada decoradas com quadros e alguns brasões. 
A grande atração é sem dúvida a subida ao topo do campanário (o mais alto da cidade) com 123 metros de altura. A ascensão é feita num elevador que nos conduz a uma "varanda" a 70 metros de altura de onde temos uma vista desafogada de toda a cidade.
No exterior da igreja encontra-se a estátua dos Músicos de Bremen, neste caso é uma réplica da original que se situa na Alemanha com os quatro animais que protagonizam a fábula dos irmãos Grimm.




.PRAÇA DE LIVŌNIA
Este bonito espaço preenchido com prédios coloridos onde abundam restaurantes e barraquinhas de venda de souvenirs é um ótimo local para fazer uma pausa e recarregar baterias. 
Numa das extremidades da praça podemos ver o Pequeno e Grande Guild, dois edifícios históricos construídos há quase dois séculos e que atualmente são utilizados para conferências, concertos, reuniões e outros eventos culturais.




.CASA DO GATO
Sem dúvida a grande atração da Praça Livōnia. Este grande edifício amarelo pertenceu outrora a um homem abastado que a certa altura foi proibido de entrar no Guild.Em protesto ele resolveu erguer no topo do telhado um gato com o rabo virado para o Guild.Alguns anos mais tarde e depois de uma batalha judicial o homem lá conseguiu voltar a frequentar o espaço na condição de que a estátua teria de ser orientada noutra direção.  
O prédio é hoje em dia a sede da Filarmónica da Letónia.




.TROKSNU IELA
Com um nome que se traduz como "caminho barulhento", trata-se de uma pequena rua cheia de história, uma vez que as casas aqui existentes foram no século XIII ocupadas por espaços comerciais e bares usados por prostitutas. 
Atualmente e durante o dia é uma zona bastante calma mas ao anoitecer (principalmente nos meses de verão) o espaço enche-se de pessoas que aqui se reúnem nos diversos restaurantes e bares ali presentes.  
Numa das extremidades da rua fica o Edifício do Parlamento e no lado oposto ainda pode ser vista uma pequena secção da antiga muralha que rodeava e protegia a cidade nos tempos medievais.



.SWEDISH GATE
A meio da rua Troksnu Iela fica a única das oito entradas da antiga cidade que sobreviveu ao passar dos séculos. 
Este é sem dúvida a grande atração da rua. Foi construida em 1698 e hoje em dia praticamente todos os que visitam a cidade fazem questão de passar por este local.




.JĒKABA KAZARMAS
Mais um local que faz parte dos principais roteiros turísticos de Riga. Com 200 metros de comprimento, é o mais longo edifício da capital e é ocupado por inúmeros restaurantes, bares, cafés e lojas de souvenirs
Na altura da sua construção (século XVIII) funcionava como uma espécie de fortificação tendo sido restaurado por diversas vezes ao longo dos anos a última das quais em 1997 quando a área foi transformada numa zona de lazer e de diversão nocturna onde principalmente ao fim de semana os jovem da cidade se reúnem.
Ali bem perto ainda podemos ver algumas secções da muralha que rodeava a antiga cidade.




.TORRE DA PÓLVORA
Mais uma estrutura rica em história. Esta torre construída no início do século XIV fazia parte da muralha que protegia a capital e tal como o nome indica era o local onde nesses tempos ficava armazenada a pólvora usada pelo exército. Em 1612 foi arrasada pelas tropas invasoras, mas vinte e nove anos mais tarde foi re-erguida com as linhas originais.
Atualmente faz parte do Museu da Guerra.  



.MERCADO CENTRAL DE RIGA
Os mercados são sem dúvida o melhor local para contactar com o lado mais genuíno de cada país. Nas nossas viagens gostamos sempre de passar por estes sítios de forma a tentar conhecer um pouco mais das pessoas e cultura dos sítios que visitamos. Este em particular cativou-nos devido à sua história. O espaço é enorme e no qual se vendem e compram os mais variados produtos locais que vão desde frutas, legumes, carne, peixe, amigos testeis e os famosos objectos de âmbar típicos desta região. 
A verdade é que nem sempre desempenhou a função de mercado. Custa a acreditar mas estes os cinco pavilhões foram em tempos hangares onde estavam guardados zeppelins e só em 1930 é foi convertido no espaço comercial que hoje conhecemos. O Mercado Central de Riga é um dos maiores da Europa recebendo diariamente entre 80.000 e 100.000 pessoas.
Fica situado perto do terminal rodoviário.




.ACADEMIA DE CIÊNCIAS DA LETÓNIA
Estamos perante um dos mais impressionantes edifícios desta zona da cidade. A construção iniciou-se logo depois da Segunda Guerra Mundial e a sua arquitectura é claramente de estilo soviético.  
O interior não pode ser visitado, contudo é permitido a subida ao Terraço de Observação situado no décimo sétimo andar.




.MONUMENTO DA LIBERDADE
Situado já no exterior da Old Town inserido num bonito jardim cheio de espaços verdes e atravessado por um canal, este simbólico monumento homenageia os soldados mortos entre 1918 e 1920 durante a guerra pela independência do país. 




.ÓPERA NACIONAL
Ainda no mesmo jardim ergue-se este lindíssimo edifício de estilo neo-clássico que alberga a Opera Nacional. 
Não é possível visitar o interior e a única maneira de o fazer é se optar por assistir a um espetáculo de opera, ballet ou música clássica que aqui têm lugar com alguma frequência.




.CATEDRAL ORTODOXA DE RIGA
Construído entre 1876 e 1884 este espaço religioso é na nossa opinião um dos edifícios que mais nos impressionou durante a nossa passagem por Riga.
A estrutura é composta por cinco cúpulas douradas ficou bastante mal tratada durante a ocupação soviética, tendo sido reconstruída mais tarde. Depois da independência do país voltou para as mãos da congregação original e é atualmente o principal ponto de encontro dos fiéis ortodoxos da cidade e arredores. 




.DISTRITO DE ART NOUVEAU
Embora esta zona se encontre um pouco afastada do centro histórico,vale a pena passar pela área perto das ruas Elizabete e Alberta zona essa que já se tornou um ex-libris da cidade e onde nos podemos deliciar com uma infinidade de prédios (todos eles extremamente bem cuidados) onde impera este estilo arquitectónico que floresceu entre o final do século XIX e o inicio do século XX. 
Para os interessados aconselhamos a visita ao Museu de Art Nouveau cujo a entrada se situa na Rua Strēlnieku.




.TEATRO NACIONALConstruído durante o período da ocupação alemã este excelente exemplo de Art Nouveau resistiu até aos dias de hoje e continua a ser um dos locais mais carismáticos da cidade onde se promove a cultura deste país. 
Tal como a Ópera Nacional não conseguimos visitar o interior, mas vale a pena passar por aqui só para apreciar a fachada. 
Fica situado no Kronvalda Bulvāris.



Este foram os locais que fizemos questão de incluir no roteiro durante a nossa breve estadia em Riga. Sabemos que com mais um pouco de tempo haveriam muitos outros que mereciam serem visitados, contudo achamos que nesta esta lista estão presentes os principais pontos turísticos da capital da Letónia.

Poderá enriquecer a sua passagem pela região dos Bálticos com uma passagem por Vilnius na Lituânia.


  Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diário das Viagens no Facebook.

4 comentários:

  1. Gostava de saber se Riga é uma cidade segura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miguel.Sim é uma cidade segura.Obviamente o bom senso tem de estar acima de tudo e convém ter os mesmos cuidados que teria em qualquer outra cidade/capital Europeia.
      Boa viagem.

      Eliminar
  2. Gostaria de saber se estes monumentos estão todos por ordem de espaço (se ficam todos no mesmo sentido ou se têm muito espaço de diferença entre uns e outros e se dá para visitar todos estes monumentos num só dia??
    Obrigado
    Bom blog
    Parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá.
      Sim,é possível visitar todos estes locais/monumentos num só dia.
      O centro histórico de Riga fica concentrado numa área relativamente pequena,que se percorre facilmente a pé.
      Boas viagens.

      Eliminar