quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

.DUBAI EM MODO LOWCOST


Não é segredo para ninguém que o Dubai é um destino repleto de luxos, onde tudo é feito e construído a pensar naqueles que procuram acrescentar ás suas férias uma ou outra extravagância. 
O turismo por estas bandas é sem dúvida diferente daquele que estamos habituados a fazer e onde tudo ou quase tudo tem um preço. Seja como for, o Dubai pode ser um destino acessível a qualquer um e onde é possível passar uns dias sem rebentar com o orçamento.

.ALOJAMENTO
Uma das coisas a ter em conta é o hotel ou o local onde pensam dormir durante a vossa estadia no Emirado, uma vez que esta será uma das partes do roteiro que vos fará gastar grande parte do orçamento. Como em qualquer lado existem opções para todos os bolsos, ainda que a maioria dos hotéis pratiquem preços estupidamente exagerados. Mesmo assim,   ainda é possível dormir por cerca de 50 euros por noite. 
Aqui ficam alguns exemplos:
-DUBAI YOUTH HOSTEL
-EASYHOTEL DUBAI

.COMO SE DESLOCAR
Além de ser bastante limpo e pontual, o Metro é também a opção mais prática e económica para grande parte das deslocações. Para usar este meio de transporte é necessário comprar um cartão que poderá ser carregado a qualquer momento e em todas as estações. 
Os preços variam consoante a distância percorrida. 
O mesmo cartão pode igualmente ser usado para as deslocações de Bus, uma vez que o metro ainda não chega a todo o lado. 
Outra opção é o Táxi, que mesmo sendo um pouco mais cara que as anteriores acaba por em alguns casos ser a melhor escolha se tivermos em conta o conforto e a rapidez.
De referir que todos os táxis estão equipados com taxímetros e devido à abundância de petróleo nesta zona do globo as tarifas praticadas são relativamente mais baixas daquelas que estamos habituados a pagar na Europa.




.ONDE COMER 
Tal como o alojamento, também a a alimentação poderá consumir uma fatia importante do orçamento de cada um. Para evitar massacrar demasiado a carteira sugerimos que evitem os restaurantes chiques situados em Downtown, optando acima de tudo pelos pequenos restaurantes de comida típica das grandes comunidades existentes nos EAU.
A escolha é bastante alargada e durante a nossa estadia aconchegámos por diversas vezes o estômago com comida indiana, uzebeque e iraquiana. 
Outra opção económica são as cadeias de fast food que podem ser encontradas principalmente nos centros comerciais.



.O QUE VISITAR
É possível passar uma semana no Dubai e conseguir arranjar ocupação para cada um dos dias que durará a sua estadia.
Há muito para ver, fazer e conhecer. 
Aqui ficam alguns exemplos de locais e experiências económicas a não perder para quem visita aquele que é considerado o segundo estado mais importante dos Emirados Árabes Unidos.


-BURJ KHALIFA
Sem dúvida a imagem mais conhecida do Dubai.
Com mais de 800 metros de altura é atualmente o mais alto edifício do mundo. 
Apesar do preço um pouco exagerado, achamos que vale a pena pagar 130 AED (quando comprado on-line) e poder subir aos andares 124 e 125, de forma a desfrutar da experiência extraordinária de poder estar a uma altura de 456 metros, de onde se tem a mais fantástica perspectiva de 360°da cidade.
Para mais informações e aquisição de ingressos no site oficial clicar AQUI.




-DUBAI FOUNTAINS
Todos os dias entre as 18:00 e as 23:00 as fontes situadas aos pés do Burj Khalifa ganham vida e de meia e meia hora presenteiam quem está na zona com um estupendo espetáculo de luz e som. 
Os shows são todos diferentes e têm a duração de aproximadamente cinco minutos.
O acesso é gratuito.




-SOUK AL BAHAR
Embora com a aparência dos antigos mercados que existiram na cidade em outros tempos,este espaço é basicamente um pequeno centro comercial onde imperam lojas, restaurantes e bares. 
A partir deste local tem-se uma das melhores vistas do Burj Khalifa.




-DUBAI MALL
Situado por baixo do Burj Khalifa é segundo dizem o maior centro comercial do mundo.
Para os amantes de compras é um autêntico paraíso e facilmente gastarão uma tarde para percorrer todo o espaço. 
Além das lojas e restaurantes o shopping alberga igualmente um Aquário e uma gigantesca Cascata.
Convém saber que a visita ao Burj Khalifa se inicia a partir do interior do Dubai Mall.




-JUMEIRAH MOSQUE
Provavelmente a mais bonita mesquita do Emirado e a única aberta a não muçulmanos.
A visita só pode ser efectuada com o acompanhamento de um guia e somente em horários pré estabelecidos.
Como em qualquer local de culto é necessário respeitar o dress code e manter uma atitude correcta.
Os tours têm lugar ás 10:00 am (terças,quintas,sábados e domingos) e custam 10 AED.




-BAIRRO AL FAHIDI
Trata-se de uma área totalmente restaurada de forma a recriar a essência do Dubai de outros tempos. Ao passear por entre as ruas labirínticas de Al Fahidi temos a sensação de estar a fazer uma viagem ao passado. Os edifícios de cor pastel que outrora acolheram os primeiros habitantes da cidade estão atualmente ocupados por pequenos museus, lojas e restaurantes. 
É igualmente neste local que podemos ver as famosas torres de vento que funcionavam como uma espécie de ar condicionado que durante os meses quentes de verão serviam para refrescar o interior das habitações.
Um dos pontos mais interessantes da visita a este "bairro" é o facto de ainda aqui existir uma pequena secção da muralha original que protegia a cidade. 
Se por acaso passarem por aqui à hora de almoço aconselhamos que aconcheguem o estômago com um hambúrguer de camelo no Restaurante "Local House" ou então se procurarem algo mais económico a nossa sugestão vai para o excelente Restaurante Iraniano "Special Ostadi" onde comemos uma das melhores refeições da nossa viagem.




-DUBAI MUSEUM
Este é um excelente local para ficar a conhecer a história e a cultura do Dubai.
Fica situado num antigo forte, datado de 1787, na zona de Bur Dubai que é uma das mais antigas da cidade.
A entrada custa 3 AED. 




-CASA SHEIKH SAEED AL-MAKTOUM
Este local foi a residência oficial da família real entre 1915 e 1958.
O atual presidente do Dubai que desempenha também o cargo de vice-presidente dos Emirados, o Sheikh Mohammed, viveu aqui por um período.
Atualmente o espaço foi convertido num museu e merece uma visita acima de tudo pela sua importância histórica. 
A entrada custa 3 AED.




-MERCADO DOS TÊXTEIS (TEXTILE SOUQ)
Um dos muitos mercados que podemos visitar na cidade. Fica situado a poucos metros do Museu do Dubai e apesar da sua arquitectura antiga é uma construção recente.
Para quem pretende comprar algumas lembranças este é um dos locais onde poderão encontrar artigos a preços acessíveis. 




-CREEK
O Creek é uma espécie de canal que divide a cidade a meio. Este braço de água foi em tempos um dos principais pontos de acesso ao Dubai e por onde chegavam as caravanas comerciais marítimas que aqui vinham negociar e vender os seus produtos.
Ainda hoje podemos ver barcos de mercadoria que todas as noites partem carregados de mantimentos em direção aos países vizinhos. 
Atravessar o Creek numa Abra (pequenas embarcações de transporte de passageiros) é uma experiência a não perder.
O preço por trajecto é de 1 AED.




-MERCADOS DAS ESPECIARIAS E DO OURO
Ora aqui estão mais dois mercados que merecem ser visitados. Se o primeiro se caracteriza pelas cores e cheiros exóticos das especiarias, o segundo distingue-se de todos os outros pela opulência e extravagância de algumas das peças expostas. Neste local podemos ver entre outras peças, o maior anel de ouro do mundo e diversos vestidos feitos deste mesmo material. 




-PALM JUMEIRAH
A mais pequena e a mais famosa de três ilhas artificiais em forma de palmeira que "nasceram" no litoral do Dubai.
De todas as ilhas artificiais existentes é a única com acesso livre, bastando para isso apanhar o monorail. 
O espaço é praticamente todo ocupado por vivendas de luxo, muitas delas propriedade de personalidades famosas. Para quem quiser acrescentar uma "pequena loucura" à sua viagem nada melhor que passar uma noite no Hotel Atlantis the Palm.
Não muito longe fica o parque aquático Aquaventure.




-BURJ AL ARAB
O Burj al Arab em conjunto com o Burj Khalifa são os principais símbolos do desenvolvimento e do crescimento económico do Dubai.
Este é o único hotel de sete estrelas existente em todo o mundo e uma noite neste local não está ao alcance de qualquer bolso. 
Para quem pretende dar um mergulho nas águas do Golfo Pérsico, poderá fazê-lo numa das praias públicas situadas do lado direito do hotel.




-MEDINAT JUMEIRAH
Trata-se de um grande complexo comercial composto por lojas, restaurantes, bares e um hotel. 
É um ótimo local para passear calmamente ao final da tarde em redor dos lagos artificiais ou para beber um chá numa das muitas esplanadas existentes.




-MARINA
É um dos distritos mais recentes e modernos da cidade. Toda esta área foi construída em torno de um canal artificial e é composta por grandiosos aranha céus, lojas, centros comercias, bares, quiosques e restaurantes. 
Durante o dia vale a pena vir até aqui e "passear" calmamente pelo passadiço "The Walk" que contorna toda a marina e que se estende por aproximadamente sete quilómetros.
À noite a zona enche-se de pessoas que aqui vêm em busca de diversão.




-LEVEL 43 ROOFTOP & LOUNGE
Para quem não tiver hipótese de subir ao Burj Khalifa, este bar situado no 43° andar do Hotel Sheraton 4 Points, é uma ótima alternativa para conseguir ver e fotografar a incrível skyline do Dubai. 
Com uma localização privilegiada na sempre movimentada Sheikh Zayed Road, a esplanada exterior oferece vistas de cortar a respiração tanto de dia como de noite.
Mesmo que não queiram consumir, é possível subir ao bar e de forma rápida fazer algumas fotos sem que ninguém vos venha "chatear". 
De qualquer forma este é um local espetacular para depois de um dia cansativo vir relaxar um pouco e beber um copo ao mesmo tempo que se aprecia o sempre magnífico pôr-do-sol que esta zona do globo nos oferece.
Um local a não perder.




-MALL OF EMIRATES
Provavelmente o segundo mais importante centro comercial do Dubai.
Nao é tão imponente como o Dubai Mall mas mesmo assim será um lugar de perdição para os amantes de compras. 
As grandes marcas internacionais estão aqui representadas e naqueles dias abrasadores de verão é um excelente "refúgio", uma vez que as temperaturas no interior são sem dúvida mais simpáticas do que os 40°C que normalmente se fazem sentir lá fora.
É igualmente neste local que podemos encontrar uma das maiores extravagâncias que foram construídas por estas bandas. Em qualquer parte do mundo seria inconcebível projectar e erguer uma pista com neve para a realização de desportos de inverno. Mas no Dubai tudo é possível e a troco de uma quantia razoável podemos esquiar em neve verdadeira em pleno deserto.




-DUBAI MIRACLE GARDEN
Esta é a nossa última sugestão. De todos os locais acima listado este jardim foi o único que não visitámos, como tal não temos fotos.
Como no Dubai tudo é feito em grande escala, não admira que este seja o maior jardim de flores naturais do mundo. 
Fica situado a uma distância considerável do centro, mas se apanharem o bus 105 em frente do Mall of Emirates conseguirão lá chegar sem qualquer problema.
Para mais informações sobre o local basta clicar AQUI para aceder directamente ao site oficial.
Preço do bilhete é de 30 AED.


Afinal, contra todas as expectativas o Dubai até se pode tornar num destino bastante acessível, tudo depende do poder de contenção de cada um. As tentações para gastar dinheiro estão por toda a parte e o melhor mesmo é passar ao lado e assobiar.
Esperamos que com esta crónica possam de forma económica partir á descoberta do Emirado mais extravagante dos EAU.


Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook. 

****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (Dezembro de 2015) e obviamente estão sujeitos a alterações.

2 comentários:

  1. Muito pratico e util este guia low cost sobre o Dubai! Parabéns, um abraço desde Braga.

    ResponderEliminar