quinta-feira, 25 de maio de 2017

10 CIDADES A NÃO PERDER NO NORTE DE ITÁLIA


A Itália sabe-nos bem!
Depois de diversas escapelas de fim de semana,achámos que já era altura de conhecer de forma mais aprofundada,este que é um dos nossos países favoritos na Europa.
Os 12 dias que dispúnhamos afiguravam-se escassos para tantos locais,experiências e objectivos,e como sempre acontece,fomos obrigados a efectuar algumas cedências.
A escolha não foi fácil mas depois de muita ponderação,idealizamos um roteiro ambicioso que nos levaria a conhecer e revisitar algumas das mais bonitas cidades do norte deste país fantástico.

Outra questão que se impunha tinha a ver com o meio de locomoção escolhido para viajar dentro do país.Inicialmente chegámos a equacionar alugar um carro,mas no final optámos pelo excelente sistema ferroviário existente em Itália e todas as deslocações foram inteiramente efectuadas de comboio,que se revelou bastante prático,cómodo e pontual.


-10 CIDADES A NÃO PERDER NO NORTE DE ITÁLIA

.Milão
Uma cidade grande com um ambiente cosmopolita e onde a moda desempenha um papel importante no modo de vida dos seus habitantes.
No que diz respeito ao turismo,o chamado centro histórico é sem duvida a zona mais procurada pelos visitantes,encontrando-se concentrada numa área relativamente pequena,que se percorre facilmente a pé e num único dia.




.Verona
Nesta cidade o turismo vive essencialmente em torno das imagens de Romeu e Julieta,imortalizadas pela famosa estória de amor de William Shakespeare.
Contudo Verona é muito mais que uma estória de amor,é uma cidade cheia de atrativos e de tesouros prontos a serem descobertos.
Um dia é o tempo que sugerimos para ficar a conhecer minimamente os principais pontos turísticos.
A crónica completa sobre a nossa passagem por Verona pode ser lida aqui.



.Veneza
A beleza desta cidade que parece flutuar nas águas da lagoa,é inquestionável e atrai milhares de visitantes que aqui chegam diariamente e se lançam à conquista das ruas,ruelas e canais que compõem este autêntico labirinto.
As incontornáveis gondolas,a Piazza San Marco ou as Ilhas de Murano,Burano e Torcello são só alguns dos atrativos que merecem ser visitados durante uma passagem por Veneza.
Aconselhamos dois dias para conhecer a cidade e um para ser dedicado ás ilhas adjacentes.
A crónica sobre a nossa passagem por Veneza pode ser lida aqui.



.Pádua
De todas as cidades que visitamos durante esta viagem,talvez tenha sido esta a que menos nos impressionou. 
Pádua é sobretudo um centro estudantil,onde o ambiente metropolitano se mistura de forma desequilibrada com bonitos edifícios históricos,Palazzos e Piazzas onde na nossa opinião falta o carisma que testemunhámos por exemplo em Bolonha,Siena ou Florença.
Para nós,um dos pontos altos da visita foi a belíssima Basilica di Santo António,erguida em honra do santo que tal como em Lisboa,também aqui é venerado de forma especial.
A cidade percorre-se facilmente a pé e um dia é suficiente para ficar a conhecer os principais pontos turísticos.
A crónica sobre a nossa passagem por Pádua pode ser lida aqui.




.Bolonha
Uma cidade com uma energia muito própria e repleta de edifícios seculares que nos transportam para outros tempos.
As arcadas que se estendem um pouco por toda a parte,são talvez a principal imagem de marca desta cidade que nos foi conquistando à medida que íamos percorrendo as suas ruas,onde o tom vermelho se encontra presente na maioria das construções.
Bolonha deu-se a conhecer sem rodeios nem vergonhas.Fizemos questão de acordar com ela,e com a sua conivência assistimos aos momentos em que se punha bonita para receber quem a vem visitar.
É verdade que não foi amor à primeira vista mas pouco a pouco a cumplicidade foi crescendo e no momento que nos despedimos,percebemos o quão especial é esta cidade.
A crónica sobre a nossa passagem por Bolonha pode ser lida aqui.



.Módena
A visita à cidade de Módena foi para nós uma decisão de última hora,uma vez que se encontrava no caminho entre Verona e Bolonha.A passagem foi de certa forma rápida e na meia dúzia de horas que permanecemos na terra natal de Luciano Pavarotti e Enzo Ferrari tivemos a oportunidade de passear calmamente pelo centro histórico e apreciar alguns bonitos edifícios assim como a lindíssima Catedral da cidade.
Quem gostar e tiver oportunidade,aconselhamos a compra de uma pequena garrafa do mundialmente conhecido vinagre balsâmico produzido na região.




.Florença
Situada no coração da Toscana,a chamada capital do renascentismo é a par de Veneza a cidade do norte do país que mais visitantes atrai.
Além dos importantes museus onde se encontram expostas inúmeras obras de arte de valor incalculável,Florença é por si só um autêntico museu a céu aberto no qual abundam edifícios históricos que nos relembram os tempos medievais que a cidade outrora viveu.  
O lindissimo Duomo ou a mitica Ponte Vecchio são o testemunho da beleza e do charme que se respira na cidade.
A crónica sobre a nossa passagem por Bolonha pode ser lida aqui.




.Siena
Mais outra cidade que reflete toda a beleza da Toscana.Tal como em Florença também aqui a traça medieval está presente em cada detalhe,em cada esquina e em cada uma das ruas  do centro histórico que se percorre facilmente a pé.
A grande Torre del Mangia que domina a paisagem e se ergue na bonita Piazza del Campo é seguramente um dos principais ícones desta cidade que pode ser facilmente visitada num dia.




.Lucca
Pequena,charmosa e repleta de história...é assim que descrevemos a nossa curta mas proveitosa passagem por esta lindíssima cidade,rodeada por muralhas que em tempos serviram de estanque aos ataques inimigos.
A pé ou de bicicleta,qualquer forma é boa para se perder pelas ruas estreitas de Lucca que se sucedem e multiplicam como as raízes de uma árvore.
A crónica sobre a nossa passagem por bolonha pode ser lida aqui.




.Pisa
Esta é uma das mais famosas cidades da Toscana e a culpa é toda da incrível Torre inclinada que devido a um erro de engenharia nasceu torta e nunca mais se endireitou!
No nosso caso foi em Pisa que terminámos a nossa viagem e onde passámos os derradeiros momentos desta passagem por Itália,mas a cidade (que não é muito grande) pode muito bem ser visitada num dia,numa curta escapadela para quem se encontra em Florença ou Lucca.




-A Itália é um país apaixonante,repleto de paisagens de sonho,de comida deliciosa,cidades pitorescas e de pessoas bonitas e simpáticas.
Qualquer viagem a Itália deve ser desfrutada intensamente de forma a absorver toda a beleza do país,e irá com certeza despertar em quem a visita o gosto pela arte,arquitectura e a dolce vita tão típica do povo Italiano. 

-Este roteiro foi pensado e executado à nossa medida,tendo em conta o nosso ritmo.

Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos desde e outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.

terça-feira, 16 de maio de 2017

.ROTEIRO 10 DIAS NO JAPÃO


Viajar para o Japão é lançar-se à conquista de uma das mais fascinantes culturas mundiais,repleta de tradições milenares e onde a maravilhosa culinária acaba por ser só um dos muitos tesouros que este país tem para serem descobertos.
Apesar da história e do passado glorioso,o Japão cresceu e desenvolveu-se de forma equilibrada,acabando nos últimos anos por se transformar num dos mais tecnológicos países do mundo.
O país é vasto e são tantos os locais,as cidades,as curiosidades e as experiências propostas,que foi para nós difícil traçar um roteiro de viagem,para os escassos dez dias que disponhamos.
É certo que muito ficou por ver e conhecer,mas mesmo assim e no pouco tempo que disponhamos,tivemos a oportunidade de conhecer alguns dos principais pontos turísticos deste país fascinante.


.Como circular
O Japão é um país extremamente organizado e as principais cidades encontram-se ligadas por uma moderna,pontual e confortável rede ferroviária,que dado à sua incrível fiabilidade é sem dúvida a melhor opção para as deslocações dentro do território.
As viagens sobre carris podem ser realizadas usando simples comboios locais assim como o supersónico Shinkansen que nos leva de um ponto ao outro num espaço de tempo bastante reduzido.
Para quem tal como nós,optar por este meio de transporte,o Japan Rail Pass é uma opção a considerar,uma vez que este bilhete permite realizar viagens ilimitadas dentro de um período de 7,14 e 21 dias.
Este pass só pode ser adquirido on-line e está disponível unicamente para aqueles que residem fora do Japão.
Para aceder ao site de compra do Japan Rail Pass clicar aqui.



.Onde dormir
Numa viagem,as opções de alojamento dependem muito dos gostos e do espírito de cada um.Há quem prefira o conforto extremo dos hotéis das grandes cadeias internacionais,outros privilegiam a localização central,de forma a facilitar as deslocações e há também aqueles que dão preferência a algo mais genuíno,não deixando passar a oportunidade de pernoitar num local mais típico.
No nosso caso,privilegiámos esta ultima opção e durante a nossa estadia no Japão dormimos várias noites num típico Ryokan,assim como nas famosas Cápsulas que nada têm de claustrofóbicas e que ajudaram bastante a manter o orçamento equilibrado.




.O que comer
No que diz respeito à culinária,não existem dúvidas que para a maior parte das pessoas ocidentais,o Sushi é o alimento de eleição e talvez o único "prato" que conhecem e associam ao Japão.
No entanto este país tem muito mais para oferecer.A cozinha Japonesa é extremamente rica,saudável e com tamanha variedade,que durante a nossa estadia pudemos degustar um sem número de deliciosos pitéus.
Ao contrário do que normalmente acontece na Ásia,neste país a comida de rua acaba por ser mais dispendiosa do que aquela comprada e consumida nos típicos restaurantes situados perto das grandes gares ferroviárias.






.Quando viajar
A mais bonita época para visitar o Japão,é entre o final do mês de março e os meados de maio,altura em que as cerejeiras florescem e pintam de branco e rosa as ruas e os jardins públicos do país.
O periodo que se estende entre o início de junho e o final de agosto é quando haverá mais possibilidade de apanhar dias mais bonitos,mas as altas temperaturas que se fazem sentir nesta altura acabarão de certa forma por condicionar as visitas ao ar livre.




.O que visitar em 10 dias
Durante a nossa viagem pelo Japão,optámos por estabelecer bases em Tóquio e Quioto,e a partir desses pontos,e usando sempre o útil Japan Rail Pass,visitámos locais e cidades situadas ao redor.
Dez dias era o tempo que dispúnhamos e além das cidades acima referidas também tivemos oportunidade de conhecer Nara,Hiroshima,Himeji,Ilha de Miyanjima e ainda meia dúzia de outros locais incríveis.
Este foi o roteiro diário que idealizamos e conseguimos cumprir durante os dias que permanecemos no país:

.Dia 1:
-Palácio Imperial e Akihabara (Tóquio)
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.




.Dia 2:
-Nihonbashi,Roppongi e Shibuya (Tóquio)
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.





.Dia 3:
-Ueno,Asakusa e Sumida (Tóquio)
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 4:
-Tsukiji Fish Market,Minato e Shinjuku (Tóquio)
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 5:
-Hiroshima e Ilha de Miyanjima
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 6:
-Fushimi Inari e Floresta de Bambu
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 7:
-Nara
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 8:
-Castelo Himeji e os Jardins Koko-en
A crónica completa sobre este dia pode ser lida aqui.






.Dia 9:
-Quioto






.Dia 10:
-Regresso a Tóquio e voo de volta a casa





.Informações Práticas
Visto
Os naturais de Portugal e de toda a União Europeia que permaneçam menos de 90 dias,não necessitam de pré autorização (visto) para entrar no Japão,bastando unicamente ser 
portador de passaporte que à chegara será carimbado.

Idioma
A lingua oficial é o japonês,sendo o inglês falado de forma limitada,mas com um pouco paciência,facilmente nos fazemos entender.

Serviço consular
Embaixada Portuguesa em Tóquio
Kamiura-Kojimachi Bldg.
3-10-3 Kojimachi
Chiyoda-ku,Tokyo 102-0083
Tel.(+81) 3-5226-0614
  e-mail:consular@portugal.jp.net



Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos desde e outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.