segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

.BRUXELAS - MUITO MAIS QUE CERVEJA E CHOCOLATES (ROTEIRO PARA 2 DIAS)


Não se pode dizer que Bruxelas seja uma cidade extraordinária, daquelas que nos conquistam de imediato. Depois de anos escondida na sombra das vizinhas Paris e Amesterdão, a capital belga é agora um destino turístico em plena ascensão que tem para oferecer a quem o visita uma enorme variedade de locais e experiências que como iremos descobrir vão muito para além dos  chocolates, da cerveja e dos mexilhões com batatas fritas.
Podemos garantir que existem motivos mais que suficientes para fazer as malas e partir á descoberta desta incrível cidade.

.O QUE FAZER/VISITAR

.LA GRAND-PLACE DE BRUXELLES
Este é muito provavelmente o primeiro local a ser visitado pelos turistas que se deslocam à cidade, assim como o espaço público mais fotografado do país. 
A impressionante praça central encontra-se repleta de magníficos edifícios históricos de onde destacamos a Câmara Municipal e o Museu da Cidade de Bruxelas.
Existem também vários cafés com esplanadas onde podemos saborear uma típica cerveja local enquanto desfrutamos deste incrível cenário.
Se de dia já impressiona, a verdade é que é à noite que a magia acontece e a beleza do espaço ganha outra dimensão com todas as fachadas iluminadas. 
De dois em dois anos, durante três dias no mês de Agosto, o chão da praça é coberto com um lindíssimo Tapete de Flores composto por mais de 500.000 Begónias.
Este é um dos muitos locais do país listados pela UNESCO.




.ESTÁTUA DE EVERARD T'SERCLAES
Apesar de não se tratar de um ponto de passagem obrigatório, a verdade é que praticamente todos os que se deslocam à Grand Place acabam por visitar este local situado na Rue Charles Buls. Diz a tradição que se deve passar a mão ao longo da enigmática estátua ao mesmo tempo que pedem um desejo. 




.MANNEKEN PIS
Ora aqui está um dos mais importantes símbolos da cidade de Bruxelas.
Situada na Rue de L'Etuve, esta pequena figura de um menino a fazer chi-chi atrai todas as atenções, sendo mesmo um fenómeno de popularidade. A sua fama é tal que toda a zona envolvente se encontra permanentemente "entupida" com várias dezenas de visitantes que se esforçam por conseguir uma foto perto da pequena estátua.
Em ocasiões especiais e datas importantes o menino é vestido com roupas tradicionais. 
Todo o seu guarda roupa pode ser visto no Museu da Cidade.



.COMER UM GAUFRE/WAFFLE
Nenhuma visita a Bruxelas ficará completa sem que se deliciem com esta iguaria típica do país.
Existem centenas de locais em toda a cidade que vendem esta especialidade mas nós aconselhamos uma pequena loja situada na rua de L'Etuve (do lado esquerdo da estátua Manneken Pis) chamada precisamente Gaufres du Manneken Pis
Há de todos os tipos e para todos os gostos o difícil mesmo é escolher! 



.PAINÉIS DE BANDA DESENHADA
Espalhados um pouco por toda a capital (existem perto de 50) estas ilustrações de Banda Desenhada dão cor às ruas e já se tornaram numa das imagens de marca da cidade. 
Todos eles foram pintados em homenagem a alguns dos mais prestigiados autores de B.D. do país. Entre eles estão os criadores das Aventuras de Tin-Tin, Lucky Luke e Gaston.





.LA BOURSE  
Este que é um dos mais emblemáticos edifícios da capital foi erguido no final do séc.XIX para servir de centro de negócios. Atualmente o espaço foi convertido num museu que acolhe exposições temporárias. 



.PROVAR O TÍPICO CHOCOLATE BELGA
Chocolates...chocolates ao montes. Por aqui são chamados de Pralines e estão por toda a parte fazendo com que seja quase impossível resistir a tanta doçura.
O nosso conselho é: Comprem uma caixa, esqueçam a dieta e desfrutem porque não é todos os dias que visitam a Bélgica.
As marcas mais conhecidas e com melhor relação qualidade/preço : Leonidas, Neuhaus e Godiva




.RUE DES BOUCHERS
Esta é acima de tudo uma das ruas mais turísticas de Bruxelas. Se passar por aqui perto da hora de almoço ou jantar, sente-se numa das muitas esplanadas existentes e delicie-se com alguns pratos típicos nacionais, de onde se destacam as famosas "Moules avec Frites".  Apesar de à primeira vista parecer uma mistura de ingredientes pouco provável a verdade é que a maioria das pessoas gostam. 
É quase imperativo acompanhar a refeição com uma boa cerveja Belga.




.JEANNEKE PIS
Esta Estátua bastante mais recente e menos conhecida que a do seu famoso "irmão" Manneken Pis, fica situada numa pequena rua sem saída apelidada de Impasse de la Fidélité (acessível desde a Rue des Bouchers). 
Aos poucos tem ganho algum destaque e atualmente já faz parte dos locais de passagem obrigatória para aqueles que visitam Bruxelas.



.GALERIES ROYALES SAINT-HUBERT
Esta passagem coberta inaugurada em 1847 pelo então Rei Leopoldo I, é a mais antiga Galeria comercial do país assim como uma das mais antigas da Europa. Apesar de ter perdido o charme de outros tempos continua a albergar algumas lojas das mais chiques marcas nacionais e estrangeiras. 



.CATHÉDRALE SAINT-MICHEL E GUDULE
Este é definitivamente o espaço religioso mais importante da capital. A construção do edifício atual iniciou-se em 1226 e somente em 1485 ficou totalmente concluída. 
Foi neste local que em 1999 se realizou o casamento dos atuais reis belgas: Philipe e Matilde.
-Entrada gratuita.




.COLONNE DU CONGRÈS
Esta bonita coluna inspirada na Coluna de Trajano, foi erguida neste local para comemorar a realização do congresso nacional que teve lugar em 1830 e no qual foi redigida a constituição belga. 
O monumento tem 47 metros de altura e no topo ergue-se uma estátua que representa Leopoldo I (o primeiro Rei da Bélgica).
Mais tarde, em 1922 foi criado na sua base um monumento ao soldado desconhecido,
relembrando os soldados belgas mortos durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial. 




.JARDIN DU MONT DES ARTES
Este pequeno mas bem arranjado jardim funciona unicamente como ponto de passagem para a nossa próxima paragem, mas do alto das sua escadaria podemos ter uma bonita vista sobre esta zona da cidade. 




.MUSÉE DES INSTRUMENTS DE MUSIC DE BRUXELLES
Bruxelas é famosa pela sua grande quantidade de edifícios de Art Nouveau e o Museu dos Instrumentos Musicais acaba por ser um dos mais bonitos exemplos deste estilo arquitetónico.
Este espaço que também é chamado de Old England foi criado em 1877 para acolher a coleção privada de instrumentos indianos do Rei Leopoldo II. Atualmente o espaço foi transformado num museu onde estão expostos milhares de exemplares de instrumentos  musicais, alguns deles de extrema raridade. 
Do último andar é possível ter uma das melhores vistas panorâmicas sobre Bruxelas.
Apesar da visita ao museu ser opcional, vale a pena passar por aqui só para apreciar a arquitetura exterior do edifício. 




.PLACE ROYALE
Este bonito espaço foi ao longo dos anos testemunha de diversos acontecimentos que marcaram a história do país. Provavelmente o mais importante aconteceu em 1877 aquando da coroação do primeiro Rei da Bélgica,Leopoldo I. 
Atualmente acolhe alguns edifícios imponentes tais como a Igreja de Saint Jacques-sur-Coudenberg, o Museu de Belas Artes, o Museu Magritte, o Museu Belvue e a Estátua de Godfrey of Bouillon que se ergue bem no centro da praça.




.PALAIS ROYAL DE BRUXELES
Apesar de ser considerado o palácio oficial da realeza belga em Bruxelas a verdade é que deixou de ser utilizado como residência real.
O reis optaram por habitar numa residência bem mais modesta e este grandioso espaço serve basicamente para a realização de cerimónias de estado.
Durante um curto período nos meses de verão o local é aberto ao público e várias secções do palácio podem ser visitadas.




.ÉGLISE DE NOTRE-DAME DU SABLON
Mais uma bonita igreja que merece ser visitada. Foi aqui erguida entre os séculos XV e XVI para substituir uma outra que existira anos antes neste local.
O exterior é de estilo Gótico mas o interior tem algumas pequenas capelas que foram construídas com influencias barrocas. Ainda no interior não esquecer de admirar os incríveis vitrais por onde entra a luz do sol.  
A igreja esta situada na Rue de La Réngence mesmo ao lado da Place/Jardin du Petit Sablon que também merece ser visitada.




.PALAIS DE JUSTICE
Este "monstruoso" edifício (maior que a Catedral de S.Pedro em Roma) tem uma área total de 20.000 metros quadrados, chegando mesmo a ser considerado a maior construção do mundo durante o séc.XIX. 
Foi mandado construir pelo Rei Leopoldo II, tendo demorado cerca de vinte anos a ficar concluído e teve um custo de 45 milhões de francos Belgas (qualquer coisa como 300 milhões de euros) valor que ainda hoje gera controvérsia entre os habitantes locais.
Fica situado numa enorme praça onde mais tarde foi erguido o Monumento à Infantaria Belga. Do lado direito do Palais de Justice encontra-se um terraço de onde podemos ter uma das mais incríveis vistas sobre a zona Oeste da cidade.
Ainda neste local existe um elevador panorâmico que nos permite descer até aos bairros da zona mais baixa da capital.



.ATOMIUM
A sua forma simboliza um cristal de ferro ampliado 165 mil milhões de vezes.
Foi construído para a Exposição mundial de 1958 e supostamente deveria ter sido desmantelado ao fim de seis meses, mas acabou por se manter e atualmente é o maior símbolo de Bruxelas e do país. 
Todas as nove bolas são ocas, estando ligadas entre si por tubos que no seu interior tem escadas que permitem o acesso a todas as esferas.
Uma delas é ocupada por um restaurante e a que se encontra no topo pode ser visitada.
Desde o centro de Bruxelas podemos chegar a este local através do metro (paragem Heysel/Heisel)




.BASILIQUE DU SACRÉ COEUR (BASÍLICA DE KOEKELBERG)
Esta grandiosa basílica foi terminada em 1969, depois de mais de sessenta anos de trabalhos e é um dos motivos pela qual Bruxelas é chamada a capital mundial da art decoestilo usado na construção do edifício que devido às suas enormes proporções é considerado o maior deste tipo em todo o mundo.
Do exterior totalmente coberto de pequenos tijolos, destacam-se as duas torres da fachada principal assim como a grande cúpula que se ergue no topo
Desde o centro de Bruxelas podemos chegar a este local através do metro (paragem Simonis ou Elisabeth)
-Entrada gratuita




.PARQUE DU CINQUANTENAIRE
Este é um dos maiores espaços de lazer da capital. Foi criado em 1880 pelo Rei Leopoldo II para assinalar o 50°aniversário da independência da Bélgica.
Apesar de ficar situado a escassos metros de algumas das mais movimentadas artérias da cidade este é um ótimo local para passear tranquilamente. 
A área total é relativamente grande e acolhe vários pontos de interesse que merecem ser visitados. Destaque para o imponente monumento à independência composto por três arcos, o Museu de História e Arte, o Museu da Aviação, o Museu de História Militar e o Museu do Automóvel.



Este roteiro foi pensado para ser executado em três dias.
Esperamos que vos possa ajudar a organizar a vossa próxima visita a Bruxelas. Todos os locais acima indicados são facilmente acessíveis tanto a pé como de transportes públicos.

.OUTRAS CRÓNICAS SOBRE A BÉLGICA:

Pode acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diário das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário