domingo, 18 de setembro de 2016

.PALÁCIO CHANGDEOKGUNG E O JARDIM SECRETO-SEUL


Seul é uma cidade interessante muito devido aos seus mais de 2000 anos de história.Tanto os estrangeiros como os habitantes locais podem testemunhar um pouco do passado da cidade e do país ao visitar os diversos Palácios existentes.Ao todo são cinco as antigas residências reais que merecem ser exploradas e das quais destacamos o Palácio Changdeokgung,o único classificado pela UNESCO como património da humanidade. 

Este grandioso complexo alberga um riquissimo conjunto de edifícios,onde impera uma arquitectura típica da Dinastia Joseon e também um luxuriante Jardim Secreto onde o Rei passeava em completa harmonia com a natureza.Como vêem,não faltam motivos para incluir esta autêntica obra de arte na lista de locais a visitar durante a sua passagem pela capital sul coreana.

A sua construção data de 1405 e na altura funcionava como residência secundária,já que era no Palácio Gyeongbokgung que tanto o rei como a sua família permaneciam a maior parte do tempo.À semelhança de muitos locais de Seul também este palácio sofreu graves danos durante a ocupação japonesa.



O acesso ao palácio é feito pela Porta Donhwamun.Esta enorme estrutura de madeira de dois andares cujo o nome significa "instruir e amar as pessoas com benevolência" era somente utilizada pelo rei.

Poucos metros depois de entrar,atravessamos uma bonita Ponte de Pedra (Geumcheongyo) que segundo os registos existentes é a mais antiga de Seul.



O caminho leva-nos agora até um dos tesouros do país.O Injeongjeon Hall,é um imponente pavilhão situado num enorme pátio retangular e no interior do qual podemos ver o Trono Real onde decorriam as cerimónias de estado assim como as novas coroações.
As pedras que se vêm no chão marcavam o local exacto onde cada funcionário ou militar se deveria colocar.





É a partir daqui que entramos no verdadeiro coração do Palácio.Centenas de pavilhões coloridos espalhados por um sem número de ruas e vielas.Um autêntico labirinto pronto a ser descoberto.




O rei,como seria de esperar tinha acesso livre à maioria dos edifícios do palácio,mas a verdade é que passava grande parte do tempo numa área chamada de Huijeongdang,onde se situava o quarto assim como o seu principal local de trabalho.A estrutura original foi consumida por um incêndio em 1917 e o que hoje vemos é uma reconstrução bastante diferente da anterior. 




As reuniões com os ministros e oficiais eram realizadas no Seonjeongjeon,um conjunto de pavilhões perto dos aposentos reais e onde eram discutidos todos os assuntos relativos à governação.




Daejojeon era a residência oficial da rainha.Era neste espaço que fazia grande parte da sua vida e que recebia as suas visitas.Tal como no Palácio Gyeongbokgung,esta zona estava directamente ligada aos aposentos do rei através de um longo corredor,por onde ambos podiam circular de forma discreta.





Muitos outros pavilhões existem no interior deste bonito complexo e para onde quer que o nosso olhar se dirija os tons verde e vermelho estão sempre presentes.Um contraste que salta à vista e que se transforma no cenário perfeito para fazer fotos usando um roupa tipicamente coreana.Durante a sua visita aos vários palácios vai com certeza cruzar-se com inúmeros jovens e menos jovens trajados a rigor.





A visita não fica completa sem uma passagem pelo Secret Garden,ao qual só temos acesso com a companhia de um guia e mediante uma marcação previa.O ingresso para este local tem de ser comprado à parte e custa 5000 KRW.O bilhete combinado inclui o acesso a este local,bastando somente dirigir-se à bilheteira,de modo a realizar a marcação da hora do tour que mais vos convém.
Atenção.As visitas tem um número limitado de participantes.




À hora marcada tem inicio a visita que nos conduz através de um percurso circular que dura aproximadamente 90 minutos e dá a conhecer aos visitantes um mundo onde lagos artificiais,pavilhões de madeira e pontes de pedra convivem em harmonia com uma riquíssima floresta luxuriante.
Mais de metade da área total do palácio é ocupada por este jardim,desenhado e concebido de forma a proporcionar momentos de descontração aos membros da família real.
É difícil encontrar um local mais relaxante.



Sob as explicações do guia vamos avançando.O silêncio que se faz sentir faz-nos absorver de forma mais intensa o que estamos a viver e por momentos damos connosco a viajar no tempo enquanto caminhamos lado a lado com locais que em tempos foram pisados por personagens reais.

.Informações úteis:
-No interior do complexo do palácio podemos igualmente visitar o Secret Garden,assim como ter acesso directo ao palácio vizinho Changgyeonggung.

-A estação de Metro Anguk (saída 3) é a mais próxima da entrada do palácio.

-O Preço dos Ingressos para o palácio é de 3000 KRW (adultos),1500 KRW (estudantes).
-O bilhete para o Secret Garden custa 5000 KRW
Uma ótima opção é comprar por 10000 KRW o Bilhete Combinado que permite a entrada em todos os cinco palácios,assim como o Secret Garden e o Jongmyo Shrine.

-Horário de abertura do palácio:
.Abril a Outubro-09:00/18:30
.Novembro a Março-09:00/17:30
O palácio encontra-se encerrado as segundas-feiras

-Horário de abertura do Secret Garden:
.Abril a Outubro-09:00/16:30
.Novembro a Março-09:00/15:30
O jardim encontra-se encerrado as segundas-feiras

Site oficial: http://eng.cdg.go.kr/main/main.htm


Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos desde e outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.


****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (setembro de 2016) e obviamente estão sujeitos a alterações.

Sem comentários:

Enviar um comentário