domingo, 18 de fevereiro de 2018

.ROTEIRO PARA UMA SEMANA DE SONHO EM ZANZIBAR


Tínhamos uma semana em Zanzibar.
Um curto período de sete dias que nos impunha um desafio de difícil resolução:
Como organizar o tempo de forma a tirar o máximo partido da viagem, combinando momentos de descanso, com o conhecimento e entendimento da cultural local.
Sabendo das limitações, optámos por realizar um roteiro simples e que nos permitiu andar sem pressas, aproveitando acima de tudo para desfrutar de algumas das mais bonitas praias da ilha...

.DIA 1
-CHEGADA A STONE TOWN E VIAGEM ATÉ JAMBIANI
Este dia totalmente reservado para viagens,marca a nossa chegada a Zanzibar. O voo que nos trouxe desde Bruxelas aterrou no Aeroporto internacional de Zanzibar ao início da tarde.
Depois das inevitáveis formalidades fronteiriças, trocámos algum dinheiro ainda no terminal e já no exterior apanhámos um táxi que por 8USD nos deixou nas imediações do Mercado Darajani. Aí, seguimos na primeira de duas dála-dálas que nos levaram pelas estradas interiores da ilha até bem perto do nosso hotel em Jambiani.





.DIA 2 E 3
-JAMBIANI,PAJE E PINGWE
Pela primeira vez temos a verdadeira noção da incrível beleza das praias de Zanzibar.
Jambiani situa-se na costa oriental da ilha, numa área bastante afectada pelas marés que em certos momentos fazem recuar muito as águas do Oceano Indico, facto que pode transformar uma simples ida a banhos numa missão quase impossível. Ainda assim, nada disto afectou o nosso dia a dia uma vez que aproveitámos essas "horas mortas" para realizar deliciosos passeios ao longo do infindável areal.
Foram dois dias fantásticos em que além de Jambiani também fomos conhecer as praia de Paje e Pingwe.
A crónica detalhada da nossa passagem por Jambiani pode ser lida AQUI.





.DIA 4 E 5
-MATEMWE
Assim que chegámos a Matemwe percebemos o quão especial é este local.
Pela frente temos dois dias numa das mais incríveis praias de Zanzibar, onde mais uma vez encontrámos a mesma areia branca e o mesmo mar de um azul tão intenso que no horizonte parece fundir-se na perfeição com o céu.
Tal como em Jambiani, também aqui a maré recua bastante, mas a praia é sem dúvida mais bonita e com a vantagem de por vezes a termos só para nós.
O areal a perder de vista prolonga-se por quilómetros e de ambos os lados levantam-se palmeiras e mais palmeiras que dão um toque tropical a todo aquele cenário.
A crónica detalhada da nossa passagem por Matemwe pode ser lida AQUI.





.DIA 6 E 7
-NUNGWI
Depois do pequeno almoço deixámos Matemwe e fizemos-nos à estrada, dando início a uma viagem de pouco mais de duas horas que nos levou até Nungwi.
Esta cidade situada na costa norte de Zanzibar é sem sombra de dúvidas o principal polo turistico da ilha e onde o lado mais genuíno da cultura local se mistura quase na perfeição com as ideias e comportamentos dos visitantes estrangeiros.
As praias, para não variar continuam a não desiludir assim como o tempo que se mantêm ótimo.
A cada final de tarde arranjávamos um "cantinho" tranquilo, estendíamos a toalha a dois passos do mar e entre banhos de sol e mar, ali ficávamos até o sol se esconder no horizonte. 
Foram dias perfeitos!
A crónica detalhada da nossa passagem por Nungwi pode ser lida AQUI. 





.DIA 8
-STONE TOWN E REGRESSO A CASA
Temos pouco mais de um dia para desbravar um pouco desta cidade repleta de vida, onde as ruas estreitas e labirínticas da zona velha nos revelam a verdadeira alma das gentes de Zanzibar.
Stone Town é um mundo à parte, onde tudo se passa com naturalidade. Um mundo que nos transporta para uma era onde os turistas não passam de meros figurantes, completamente desenquadrados da realidade que por ali se vive.
No ar pairam ritmos africanos que se misturam e perdem naquele emaranhado, onde é impossível manter um rumo certo e no qual nos cruzamos com velhas carroças puxadas por burros de ar triste, por grupos de homens e mulheres que aproveitam as valiosas sombras para conversar ou jogar uma partida de dominó e por meninos que se entretêm nas suas brincadeiras.
A crónica detalhada da nossa passagem por Stone Town pode ser lida AQUI.





.INFORMAÇÕES ÚTEIS:

-VISTO
Cidadãos Portugueses e de muitas outras nacionalidades (incluindo brasileiros) podem obter o visto tanto à chegada a Zanzibar, como em qualquer outro ponto de entrada no país.
Após o desembarque em Zanzibar os visitantes são encaminhados para um espaço no aeroporto onde decorrem as habituais formalidades fronteiriças. Depois dos documentos devidamente preenchidos e de pagar 50 USD, o visto é colado no passaporte que deverá ter pelo menos seis meses de validade.

-SAUDE
Zanzibar é atualmente um destino considerado malária free. Ainda assim convém não facilitar e manter as devidas precauções, principalmente ao amanhecer a ao final do dia. Neste períodos aconselha-se o uso de repelente assim como vestuário claro que proteja grande parte do corpo.
A vacinação contra a febre amarela é obrigatória para todos aqueles que visitam a Tanzânia, sendo necessário apresentar à chegada o devido certificado internacional de vacinação no momento da obtenção do visto.

-QUANDO VISITAR?
Os períodos que se estendem entre Junho e Outubro e nos meses de Janeiro e Fevereiro são considerados os melhores para visitar Zanzibar. Nessas alturas do ano o tempo está teoricamente mais estável, havendo uma reduzida probabilidade de precipitação.
Os meses de Abril e Maio são habitualmente os meses mais chuvosos.

-ONDE DORMIR?
JAMBIANI:
-Em Jambiani,existem diversas opções de alojamento, contudo e após alguma pesquisa descobrimos o Zanzistar Lodge onde pernoitámos por duas noites e do qual só temos coisas boas a apontar.
Fica situado a dois passos da praia e todos os quartos se encontram decorados de forma simples mas com extremo bom gosto.
De referir que o espaço possui uma pequena piscina e uma área comum onde é servido o pequeno almoço (incluido na tarifa do quarto) e onde todas as noites é possível beber um copo ao mesmo tempo que se convive com os outros hóspedes.







MATEMWE:
-Grande parte das opções de alojamento em Matemwe estão dirigidas para resorts de luxo que com um serviço e tarifas acima da média, acolhem visitantes de todo o mundo, que aqui chegam em busca de uns dias de férias no paraíso. Contudo,e como em qualquer outro lugar,existem outras opções que de uma forma mais económica nos permitem ter acesso a esse mesmo paraíso.
Nos dois dias que permanecemos em Matemwe, ficámos alojados no Seles Bungalows. Este bonito e acolhedor hotel tem acesso directo à praia, oferecendo excelentes condições para uma estadia de qualidade a preços pouco elevados.





NUNGWI:
-Por ser provavelmente o local mais procurado pelos turistas que visitam Zanzibar, a zona de Nungwi encontra-se extremamente bem servida de hotéis. Existem opções de alojamento para todos os gostos e carteiras, o que dificultou um pouco a nossa tarefa de seleção.
A escolha acabou por recair sobre a Casa Umoja, um pequeno mas charmoso hotel, situado a dois passos da praia e onde passámos duas excelentes noites.







STONE TOWN:
-Foi em Stone Town que demos por concluída a nossa passagem por Zanzibar e quisemos fazê-lo em grande estilo. Após alguma pesquisa encontrámos o Dhow Palace Hotel que se revelou a escolha perfeita para encerrar com chave de ouro esta viagem que foi uma espécie de sonho realizado.






Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos deste e outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário