sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

.MARRAQUEXE-GUIA PRÁTICO


Nem mil imagens serão capazes de descrever o que realmente é Marraquexe.
A antiga capital imperial de Marrocos é um mundo à parte.Um mundo que nos faz viajar para lá dos nossos sentidos e que sem sabermos como nem porquê nos deixa atordoados.
Marraquexe é o cheiro das especiarias,é o tom rosado que pinta as paredes das ruas da Medina,é o chamamento das Mesquitas,é o ambiente exótico dos souks onde regatear é palavra de ordem e é os artistas de rua na Praça Jamaa el Fna...
Aqui não há truques nem filtros que maquilhem a pobreza que de forma quase cruel está à vista de quem passa. 


Para absorver o lado mais genuíno de Marraquexe é essencial lançar-se á conquista da medina,e sem receios perder-se pelas suas ruas labirínticas onde certamente nos cruzaremos com homens vestidos com a típica djellaba.Neste imenso emaranhado de  ruelas silenciosas,corremos o risco de nos depararmos com uma oficina onde meia dúzia de artesãos criam peças ou tapetes que mais tarde serão vendidos num qualquer bazar,com uma barbearia onde o rádio ligado vai soltando ritmos tipicamente árabes ou então com uma minúscula padaria onde por dez cêntimos se compra um pão acabado de sair do forno.

Em suma,Marraquexe sente-se,cheira-se e saboreia-se tal como o delicioso chá de menta que bebemos numa qualquer esplanada enquanto a cidade se movimenta diante dos nossos olhos.



Nas ruas principais misturamo-nos com outros passantes,com carroças e motorizadas que de forma hábil contornam quem por ali anda.As porta das lojas que ladeiam as artérias deste pequeno mundo,encontram-se adornadas com tapetes,especiarias,couros,candeeiros e loiças coloridas num festival que se repete dia após dia desde há centenas de anos.Os turistas completamente embevecidos por este cenário quase hipnótico são facilmente identificados e em muitos casos acabam por ser presa fácil para os vendedores manhosos que a cada dois passos os aliciam com propostas de negócio. 



Esta incrível cidade é para muitos que a visitam uma verdadeira estória de amor/ódio que nunca serão capazes de explicar e onde a expressão primeiro estranha-se,depois entranha-se acaba por fazer todo o sentido.
O segredo é chegar com o espirito aberto,sem ideias pre definidas,deixando-se levar pelo avançar dos acontecimentos.
Eu pessoalmente sou dos que me apaixonei pelo ambiente caótico desta espécie de formigueiro que tem o condão de me fazer mergulhar numa dimensão que põe à prova todos os meus sentidos. 
E a cada nova visita a promessa renova-se...Voltarei sempre que tiver oportunidade.


Numa viagem a Marraquexe há um milhão de histórias para aprender,ruas e ruelas para desbravar,odores exóticos para sentir e lugares únicos para descobrir.
Aqui ficam alguns...

.PRAÇA JAMAA EL FNA
Este enorme espaço público é sem sombra de dúvidas a coração de Marraquexe.O local onde todas as ruas e ruelas parecem convergir.
A vida na Medina começa e acaba neste local mágico que todas as noites explode e se transforma num gigantesco palco que acolhe artistas de rua,vendedores atrevidos e bancas de comida que simultaneamente dividem o protagonismo,numa espécie de festival que se prolonga até altas horas.
O fumo e os odores que emanam dos restaurantes,envolve todo este espaço onde é impossível caminhar indiferente ao som das flautas dos encantadores de serpentes,aos lutadores de boxe amadores,assim como aos constantes apelos para comprar tudo e mais alguma coisa.




.MESQUITA KOUTOUBIA
O mais importante simbolo religioso de Marraquexe ergue-se a mais de 77 metros de altura e funciona quase como um ponto de referência e orientação para quem visita a cidade.
Cinco vezes por dia,o som do chamamento para a oração.solta-se da grande torre espalhando-se pelos quatro cantos da Medina,atraindo os fieis para mais um momento de comunhão com o profeta.
Nesta,tal como em todas as mesquitas da cidade,não é permitida a entrada a não muçulmanos.




.PALÁCIO EL BADI
As ruinas que hoje vemos,foram outrora um imponente palácio que na sua época chegou a ser considerado um dos mais belos do mundo.
Contudo,o passar dos séculos deixou as suas marcas e atualmente nada mais resta do que dois ou três edifícios onde por vezes decorrem exposições de arte e fotografia,assim como as maltratadas muralhas que servem de lar a vários casais de cegonhas.Diz-se por aqui que a sua construção foi em parte financiada por fundos pagos pelos Portugueses aquando da batalha de Alcáçer-Quibir.




.MADRAÇA BEN YOUSSEF
Não sendo propriamente um monumento imponente,esta antiga escola religiosa destaca-se sobretudo pelos incríveis relevos e coloridos mosaicos que cobrem grande parte das paredes do pátio central.
As muitas salas que se encontram divididas pelos dois pisos do complexo e que no passado acolheram várias centenas de jovem estudiosos do corão,são hoje percorridas por hordas de turistas.
Vale a pena chegar cedo.




.PALÁCIO BAHIA
Ao caminhar por entre as ruas estreitas da medina quase nem nos apercebemos da presença deste antigo palácio construído no século XIX.Os anos passarem mas na fabulosa arquitectura pouco ou nada mudou desde os tempos em que o Grão-Vizir e as suas esposas e concubinas se passeavam pelas salas,jardins,pátios interiores e arcadas desta "modesta" habitação.




.PALÁCIO/MUSEU DAR SI SAID
Situado a meia dúzia de passos do Palácio Bahia,o Palácio-Museu Dar Si Said acolhe nas suas salas,uma rica coleção de artefactos pertencentes a diferentes períodos da história de Marrocos.
A exuberante decoração de onde se destacam os estuques,mosaicos e os entalhes das portas e tectos acaba por ser quase tão impressionante quanto as telas,as cerâmicas e os trajes tradicionais expostos.



.TÚMULOS SAADIANOS
Mais um local que prima pela beleza arquitectónica.O espaço é relativamente pequeno mas ainda assim extremamente rico em detalhes e tons tipicamente árabes.
Este local situado a uma curta distância de uma das portas da Mediana,foi essencialmente utilizado entre os séculos XIV e XVI e acolhe várias dezenas de túmulos dos principais membros da dinastia Saadiana.




.MESQUITA MOULAY EL YAZID
Outra das grandes mesquitas da cidade que se enche de fieis a cada novo chamamento para a oração.Cinco vezes por dia centenas de homens e mulheres entopem as ruas e praças ao redor,convergindo em massa para o interior este bonito templo religioso ao qual só os muçulmanos tem o direito de aceder.




.JARDIM MAJORELLE
Um autêntico oásis.É assim que se pode descrever este pequeno jardim situado já no exterior da Medina.Mesmo nos dias em que o sol não dar tréguas,o calor parece não ter forças para abafar o ar fresco que se faz sentir sob a copa das árvores,cactos e bambus que povoam este espaço.Azul,amarelo e verde são os tons predominantes e que dão vida a esta obra prima criada pela imaginação do pintor francês Jacques Majorelle e mais tarde comprada por Yves Saint-Laurent.Apesar de já se encontrar um pouco afastado do "centro" a verdade é que este bonito Jardim é atualmente um dos locais mais visitados da cidade.




-ONDE DORMIR?
Parte de experiência de quem visita Marraquexe passa por ficar hospedado num Riad.Estas antigas habitações familiares,atualmente convertidas em casas de hóspedes onde os quartos se encontram organizados em redor de um pátio interior,proporcionam aos visitantes uma experiência única inserida num ambiente tipicamente Marroquino. 

Atualmente existem várias centenas espalhados por toda a cidade,contudo as melhores opções são aquelas que se situam no interior da Medina uma vez que todos eles se encontram relativamente perto das principais atrações turísticas.


A nossa escolha recaiu sobre sobre o bonito Riad Essaoussan situado a menos de dez minutos da Praça Jamaa el Fna.





-OUTRAS CRÓNICAS SOBRE MARROCOS:





Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diário das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário