segunda-feira, 1 de outubro de 2018

.TORCAL DE ANTEQUERA - ONDE AS ROCHAS ESCONDEM SEGREDOS


O Torcal podia facilmente ser palco de lendas e contos de fantasia. Estórias daquelas que incluem fadas, duendes, feiticeiras e até pequenos diabretes que de forma marota se escondem por detrás das formações rochosas, seguindo-nos sem que os vejamos.
Já as pedras moldadas ao longo dos tempos pelos elementos, parecem formar castelos e torres de vigia onde somos convidados a entrar, a subir escadas imaginárias que nos levam até ao ponto mais elevado.
Dos três percursos existentes escolhemos aquele que se encontra assinalado com a cor amarela e se estende por cerca de 3 Km's, conduzindo-nos através de uma espécie de floresta rochosa. As criaturas misteriosas teimam em acompanhar-nos. Não conseguimos vê-las mas sabemos que estão lá pois ouvimo-las enquanto permanecem escondidas por entre os arbustos. 

A imaginação toma conta da razão e à medida que percorremos os trilhos labirínticos daquela paisagem estranha, damos por nós a viajar num mundo distante, talhado pelas ideias de cada um.







O dia está ótimo. O céu azul pintalgado com algumas nuvens brancas destaca ainda mais a beleza da paisagem que de forma constante nos faz parar para a contemplar. 
Custa a acreditar mas ao que parece, num passado remoto, tudo o que se estende diante do nosso olhar esteve submerso pelo mar, que pouco a pouco criou e esculpiu os castelos e as torres de vigia que tanto me encantam. 
No Centro de Visitantes e antes de iniciarmos o trilho, fomos alertados para a existência de alguns fósseis marinhos que de alguma forma corroboram a teoria de que estamos perante um antigo mundo subaquático do período jurássico.

.LEIA TAMBÉM: GUIA COMPLETO PARA VISITAR O CAMINITO DEL REY






Já na fase final do trilho voltámos a sentir que algo ou alguém nos espiava. Á nossa passagem reparámos num vulto que rapidamente se esgueirou para lá de uma formação rochosa. Talvez seja um duende... ou uma fada.
Encho-me de coragem e quer seja boa ou má vou enfrentar a tal criatura! 
Dou meia dúzia de passos e antes de alcançar o local, volto a vislumbrar algo. Um pouco a medo surge uma pequena cabeça acastanhada que subitamente me parece familiar, fazendo-me de uma vez por todas acordar daquele meu mundo de fantasia. Afinal os ruídos e as sombras eram causados por cabras montesas que povoam grande parte da área do parque e que apesar da presença de turistas vão vivendo o dia a dia de forma quase natural.






.LEIA TAMBÉM: ROTEIRO COMPLETO PARA VIAJAR 12 DIAS NA ANDALUZIA

.INFORMAÇÕES ÚTEIS:
-ONDE SE SITUA
O Torcal de Antequera encontra-se a cerca de 18 Km's a sul da cidade de Antequera. Sevilha fica a 175 Km's, Málaga a pouco mais de 50Km's, Córdoba a 160 Km's e Granada a 110Km's.

-QUANTO CUSTA VISITAR O PARQUE NACIONAL DO TORCAL DE ANTEQUERA
O acesso ao Parque Nacional assim como à área de estacionamento é gratuito.

-QUANDO VISITAR
O Parque Natural do Torcal de Antequera encontra-se aberto todo o ano e os percursos pedestres podem ser realizados em qualquer altura, contudo o calor dos meses de verão e a constante presença de água e piso escorregadio dos meses de inverno são fatores a ter em conta na planificação do passeio.

-OS TRILHOS
São três os trilhos existentes e cada um deles pode ser realizado de forma independente.
.O Trilho Amarelo tem um grau de dificuldade Médio. É um percurso circular, com uma distância total de 3 Km's e que se realiza em aproximadamente 2 horas.
.O Trilho Verde tem um grau de dificuldade Baixo. É um percurso circular, com uma distância total de 1,5 Km's e que se realiza em aproximadamente 45 minutos.
.O Trilho Laranja tem um grau de dificuldade Médio. É um percurso linear, com uma distância total de 3,6 Km's e que se realiza em aproximadamente 4 horas (ida e volta).

.DADOS A TER EM CONTA
  • É aconselhável o uso de calçado e vestuário confortável. 
  • Nos períodos de maior calor não esquecer de levar água, protetor solar e um chapéu para proteger a cabeça.
  • É importante seguir sempre pelo trilho sinalizado.
  • Respeitar e não danificar a fauna e flora existentes.
  • Não fazer lume.
  • Não deitar lixo para o chão.
  • Qualquer percurso pedestre deve ser sempre realizado com a companhia de alguém.

.OUTRAS CRÓNICAS SOBRE ESPANHA:
Pode acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook. 

Sem comentários:

Enviar um comentário