sexta-feira, 8 de junho de 2018

.ILHA DA MADEIRA - GUIA PRÁTICO


A Ilha da Madeira é certamente um dos locais mais bonitos de Portugal. Um pequeno paraíso perdido no meio do Oceano Atlântico repleto de cascatas, montanhas que quase nos levam a tocar o céu e algumas praias de areia escura que contrastam na perfeição com as lindíssimas paisagens pintadas de verde que nos acompanham enquanto percorremos as estradas que rasgam as encostas da ilha.
Famosa pelas incríveis imagens dos fogos de artifício que acontencem a cada nova passagem de ano, a Madeira é cada vez mais um destino de eleição que devido ás temperatura amenas pode ser visitado em qualquer altura.

Apesar dos muitos pontos de interesse existentes, nesta crónica damos destaque a algumas informações úteis assim como vários locais e experiências que por si só justificam uma visita àquela que é apelidada de Pérola do Atlântico.

-QUANTOS DIAS SÃO NECESSÁRIOS?
Tudo depende do ritmo de cada um.
Há quem diga que quatro a cinco dias são suficientes para ficar a conhecer minimamente a ilha da Madeira, contudo será necessário acrescentar mais dois ou três caso seja do seu desejo realizar algumas caminhadas através das muitas levadas e veredas que são uma das imagens de marca da região, assim como se quiser realizar uma curta "escapadela" à ilha de Porto Santo.
Nós escolhemos ficar uma semana e dedicá-la totalmente à ilha de Madeira e ainda assim houveram locais e experiências que não tivemos a oportunidade de realizar.

-QUAL A MELHOR ALTURA PARA VISITAR?
A ilha da Madeira é um destino que devido ao seu clima ameno, pode ser visitado durante praticamente todo o ano. Os meses de Junho,Julho e Agosto são por norma os mais quentes e nos quais se regista um maior fluxo de visitantes.Neste período os preços são mais elevados e o risco de congestionamento de turistas nas principais atrações é bastante mais elevado.
Na nossa opinião os meses de Abril, Maio e Setembro são a melhor altura para se lançarem à descoberta da ilha uma vez que a presença de visitantes é menor, os preços são mais baixos e as temperaturas são mais amenas, facilitando a vida a todos aqueles que tal como nós pretendam caminhar ao longo das muitas levadas e veredas existentes.


-COMO SE DESLOCAR?
Apesar da rede de transportes rodoviários ser relativamente bem organizada e se estender a quase toda a ilha, a verdade é que desta forma e para quem tem o seu tempo limitado, se torna um pouco difícil rentabilizar da melhor forma as suas deslocações.
O melhor mesmo é recorrer ao aluguer de uma viatura e lançar-se à descoberta das lindíssimas estradas da ilha,parando onde quiser e o tempo que pretender.
À chegada ao aeroporto terão ao vosso dispor um sem número de empresas de rent-a-car com as quais será com certeza possível negociar o melhor preço.Nós optámos por realizar o aluguer on-line por um preço aceitável através da empresa Goldcar.




-ONDE DORMIR?
A ilha da Madeira tem sabido responder da melhor forma ao aumento da procura de alojamento que se vem registando nos últimos tempos.
As opções são muitas e variadas, com ofertas para todos gostos e carteiras.
A nossa escolha recaiu sobre um local bem localizado,confortável e onde tivemos a oportunidade de confeccionar as nossa próprias refeições.
A Nobre Maison foi o local que nos serviu de casa durante uma semana e do qual só temos coisas boas a apontar.

-O QUE COMER E BEBER?
No que diz respeito à gastronomia, a Madeira é extremamente rica em pratos típicos, muitos deles ligados ao mar e dos quais destacamos os Filetes de Peixe Espada e as deliciosas Lapas Grelhadas que em jeito de petisco podem ser acompanhadas por uma Cerveja Coral ou uma Brisa bem frescas.
Outras das delicias que podem ser degustadas numa qualquer passagem pela ilha são as Espetadas de Carne, o tradicional Bolo do Caco, o Bolo de Mel, o Vinho da Madeira e a inevitável Pocha.





-COMO CHEGAR À ILHA DA MADEIRA?
Atualmente são várias as companhia aéreas que voam diariamente ou de forma regular para a ilha da Madeira desde Portugal continental assim como de outros países europeus.
A TAP foi a companhia por nós escolhida uma vez que tínhamos como ponto de partida a cidade de Bruxelas permitindo-nos desta forma realizar uma curta passagem por Lisboa.



-O QUE VISITAR E QUE EXPERIÊNCIAS NÃO PODE PERDER?

  • CIDADE DO FUNCHAL





  • DESCER NUM CARRO DE CESTO DESDE O MONTE ATÉ AO LIVRAMENTO





  • CABO GIRÃO





  • PONTA DE SÃO LOURENÇO 





  • SANTANA




  • PERCORRER A ESTRADA ENTRE PONTA DELGADA E PORTO MONIZ





  • PISCINAS NATURAIS DE PORTO MONIZ E SEIXAL





  • GRUTAS DE SÃO VICENTE





  • CAMINHAR AO LONGO DE UMA LEVADA





  • PICO RUIVO





  • PICO DO AREEIRO





  • CORRAL DAS FREIRAS/MIRADOURO EIRA DO SERRADO





  • CAMARA DE LOBOS





  • PRAIA DE MACHICO



-OUTRAS CRÓNICAS SOBRE A ILHA DA MADEIRA:


Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos deste e outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário