terça-feira, 18 de dezembro de 2018

LUXOR - UM DIA NA MARGEM OCIDENTAL


Ainda há tanto para explorar em Luxor. Segundo dizem este é o local com mais vestígios arqueológicos existente no planeta e muito provavelmente não teremos a oportunidade de conhecer nem metade.
Depois de ontem termos passado grande parte do dia a explorar os principais templos da margem oriental, hoje iremos tentar visitar alguns dos locais mais marcantes situados para lá das águas do Rio Nilo.
Naquela manhã e apesar de termos preguiçado mais do que o normal, nunca perdemos a verdadeira noção do tempo. Com a situação perfeitamente controlada deixámos o hotel e com os objetivos do dia bem definidos, caminhámos até ao centro da cidade onde por 5 EGP apanhámos o velhinho ferry que num incansável vai e vem, cumpre a sua missão de transportar turistas e locais entre as duas margens do grande rio.

A travessia é rápida e ainda não havíamos posto os pés em terra firme, já éramos vigorosamente assediados por um pelotão de taxistas que por entre sucessivos atropelos nos tentam vender os seus serviços. 
Mesmo que queiramos sair dali o mais rápido possível, a confusão que nos envolve condiciona-nos os movimentos e acabamos por levar algum tempo a negociar um preço justo para um circuito que passe por cada um dos pontos de interesse por nós selecionados.
Antes da partida voltamos a relembrar as condições de forma a que não tenhamos surpresas mais tarde. Com tudo acertado estamos oficialmente prontos para dar início à nossa incursão pela margem ocidental de Luxor.

-O QUE VISITÁMOS

.VALE DOS REIS
Com o calor a ganhar dimensão a cada minuto que passa, chegamos a uma das mais incríveis necrópoles existentes na terra. É neste local, rodeado de escarpas rochosas, que se encontram os túmulos de alguns dos mais importantes faraós do Egito.
Tutankamon, Ramses II e Hatshepsut são só três dos antigos reis que depois de deixarem esta vida, viram estes terrenos servir de porta de acesso a um mundo onde se acreditava que continuariam a sua missão.
Alguns dos Túmulos são verdadeiras obras de arte, construídos à imagem de quem os iria ocupar e apetrechados com tudo o que o faraó iria necessitar na sua viagem para lá da morte. Neste local foram descobertas várias dezenas de galerias escavadas no corpo da montanha onde grande parte dos tesouros nelas existentes acabaram por não chegar ao nossos dias devido ás sucessivas pilhagens
A visita impõe-se não só pela importância histórica do local mas também pela incrível beleza de cada uma destas moradas eternas.
De referir que o bilhete normal dá acesso a três túmulos e nós, após alguma pesquisa, optámos pela visita ás sepulturas dos Faraós Ramsés III, Ramsés IV e Ramsés IX.
-VALOR DO INGRESSO: 200 EGP
-PARA VISITAR OS TÚMULOS DE TUKANKAMON E RAMSÉS VI É NECESSÁRIO ADQUIRIR UM INGRESSO EXTRA NO VALOR DE 100 EGP
-PARA FOTOGRAFAR E FILMAR NO INTERIOR DOS TÚMULOS É NECESSÁRIO ADQUIRIR UM INGRESSO EXTRA NO VALOR DE 300 EGP (nós decidimos não comprar e de forma discreta conseguimos fazer algumas fotos sem que os guardas se apercebessem).





.TEMPLO DE HATSHEPSUT
Num país onde raramente o sexo feminino tem a oportunidade de alcançar um papel relevante na sociedade, coube de forma irónica a uma mulher ter um dos mais importantes cargos da história do Egito. Hatshepsut desafiou as leis e acabou por se tornar numa das mais poderosas e reconhecidas figuras do antigo Egito. 
E foi precisamente à sua imagem que foi erguido o imponente templo que agora visitamos e no qual somos confrontados com uma arquitetura completamente distinta de tudo o que se fazia na época. 
Para além da construção em si, destacamos obviamente os incríveis painéis que cobrem grande parte das paredes e que em alguns casos ainda mantêm as suas cores originais.
-VALOR DO INGRESSO: 100 EGP





.MEDINET HABU
Apesar dos dois locais que visitámos anteriormente terem o seu quê de espetacularidade, a verdade é que para nós, acabaram por ser uma espécie de reavivar de memórias, uma vez que já lá havíamos estado aquando da nossa viagem em 2009. Precisávamos neste momento de algo novo, algo que nos surpreendesse e nos levasse para longe das multidões. Se alguns momentos de calma eram para já uma prioridade, a fuga ao calor abrasador que se fazia sentir tornava-se quase uma obsessão. Depois de uma curta viagem encontrámos abrigo no Templo Medinet Habu que à nossa chegada se era ocupado por um pequeno grupo de turistas que aparentemente já estavam de saída, deixando-nos sozinhos perante alguns dos mais bem conservados relevos que tivemos a oportunidade de ver ao longo desta viagem.
-VALOR DO INGRESSO: 80 EGP





.COLOSSOS DE MÊMNON
Situadas ao lado da estrada que por esta altura nos leva de regresso ás margens do Rio Nilo, erguem-se duas estátuas colossais que em tempos vigiavam o túmulo do faraó Amenófis III. Ainda que seja só para fazer a foto da praxe, estes guardiões de pedra são ponto de paragem quase obrigatório de todos aqueles que tal como nós se lançam à descoberta da margem ocidental de Luxor.
-ACESSO GRATUITO



-COMO SE DESLOCAR
Se inicialmente chegámos a equacionar a hipótese de alugar umas bicicletas e pedalar até cada um dos locais que queríamos visitar, a verdade é que o calor extremo que se fazia sentir na região deitou por terra os nossos intentos. Perante esta alteração de planos, o táxi acabou por se revelar uma ótima opção, uma vez que nos permitiu percorrer distâncias mais rapidamente e consequentemente prolongar as visitas por mais tempo. 
-O TÁXI TEVE UM CUSTO DE 150 EGP


Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook. 

Sem comentários:

Enviar um comentário