quinta-feira, 7 de maio de 2015

.TRAKAI - GUIA PRÁTICO


Depois de apanhar-mos um autocarro que nos transportou desde Riga na Letónia, alcançámos o terminal de rodoviário de Vilnius onde voltámos a apanhar outro bus até à cidade de Trakai situada a aproximadamente vinte quilómetros da capital.


Chegámos bem cedo o que acabou por ser um ponto positivo, uma vez que àquela hora só nos cruzámos com meia dúzia de turistas que tal como nós percorriam os dois quilómetros que separam a gare e o famoso Castelo de Trakai.
O caminho é feito na sua totalidade pela estrada principal que numa primeira fase nos conduz através de uma área mais moderna da cidade e depois por espaços mais rurais, onde imperam as famosas casas de madeira coloridas tão típicas desta região.
Em passo normal o trajecto deverá levar talvez uns vinte minutos a realizar, contudo acabámos por gastar um pouco mais, uma vez que parávamos por diversas vezes para tirar fotos.







Quase sem dar-mos por isso já estávamos nas margens do Lago Galvé povoado várias dezenas de pequenas ilhas, de onde se destaca aquela onde se situa, desde o século XIV, o lindíssimo Castelo de Trakai


O acesso à ilha é feito através de uma ponte de madeira que se estende por vários metros e à medida que nos aproximamos, o castelo vai pouco a pouco vai ficando cada vez maior e imponente.
A arquitectura da fortaleza é lindíssima, capaz de nos transportar para os tempos medievais onde desempenhava um papel fundamental na defesa desta área e zonas envolventes. O espaço chegou a ser a residência oficial do grão duque da Lituânia e mais tarde acabou convertido numa prisão, altura que começou a perder a importância historia que o notabilizou. Depois de anos de parcial ruínas, em 1962 o governo local decidiu investir na sua restauração.


Quando chegámos à entrada do castelo e numa altura altura que já nos prepararemos para adquirir os ingressos, percebemos que o preço superava o valor que esperávamos pagar. Alterámos os nossos planos e embora gostássemos de fazer a visita, limitámo-nos a tirar algumas fotos do pátio central que se avista perfeitamente do local onde nos encontrávamos.


Como não queríamos ir embora de forma prematura, resolvemos aproveitar o tempo que ainda dispúnhamos para passear calmamente ao redor das muralhas exteriores do castelo.



Quando já nos preparávamos para fazer o caminho de regresso ao terminal rodoviário, cruzámo-nos com um pequeno café/restaurante, onde aconchegámos os estômagos com uns deliciosos Kibinai, uma especialidade típica da Lituania que se assemelha bastante ás nossas empadas.



Apesar da passagem por Trakai ter sido rápida a viagem acabou por valer a pena pelas bonitas paisagens desta região. Muito verde, muita natureza, as casinhas coloridas que encontrámos pelo caminho e mesmo que tenha sido só o exterior, adorámos conhecer este castelo que parece flutuar nas aguas azuis do Lago Galvé.

-OUTRAS CRÓNICAS SOBRE A LITUÂNIA:

  Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diário das Viagens no Facebook. 


****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (abril de 2015) e obviamente estão sujeitos a alterações.

1 comentário:

  1. Obrigada pela partilha.Vou estar lá por volta do dia 26 de agosto.

    vou gostar imenso e aposto muito nesta viagem.

    ResponderEliminar