segunda-feira, 18 de maio de 2015

.VILNIUS



A Lituânia foi o segundo país que visitámos durante a nossa curta passagem pelos bálticos.
Chegámos a Vilnius vindos de Riga na Letónia e o meio de transporte utilizado foi o bus, que nos deixou na gare rodoviária,situada mesmo no centro da cidade (perto da estação de comboios).
Decidimos que o primeiro de dois dias que iríamos ficar na cidade seria utilizado para conhecer a área e o Castelo de Trakai.A crónica desse dia pode ser lida aqui.
Apesar de só ter-mos um dia para conhecer a capital do país,a planificação da estadia foi na nossa opinião bem feita o que nos permitiu visitar todos os locais que fazem parte da lista que se segue.Grande parte deles situados na zona antiga (centro histórico) que está listada como património da UNESCO.

.Catedral de Vilnius e o Campanário
Inevitavelmente a visita tem de começar por estes locais,que quase de certeza são os principais símbolos da cidade.
A Catedral original foi aqui construída em 1251,mas ao longo dos tempos passou por uma infinidade de provações que resultaram em destruições sucessivas e consequentes reconstruções,sendo que a última delas aconteceu entre 2006 e 2008.
Tanto o exterior como o interior têm um aspeto neo-clássico.
O Campanário situado em frente da porta principal da catedral tem uma altura de 52 metros e é possível subir ao topo de onde se tem uma panorâmica interessante da zona velha da cidade.
Entre as duas estruturas podemos ver que uma das lajes que cobre o chão tem uma cor e um padrão diferente das restantes.A tradição diz que devemos apoiar ambos os pés sobre a pedra e girar três vezes sobre nós próprios e depois pedir um desejo.
Todos estes "monumentos" estão situados na bonita Praça da Catedral.






.Palacio do Grão Duke da Lituânia 
Outro dos locais que podemos visitar enquanto andamos a passear pela Praça da Catedral.
Este elegante edificio foi outrora e como o nome indica a residência dos Grand Duques da Lituânia e entre os séculos XV e XVII um dos mais importantes palácios da Europa.Como grande parte das antigas estruturas da cidade acabou por ser afectado ora pela guerra ora pela ocupação soviética,acabando mesmo por ser demolido no inicio do século XIX.
Depois da sua reconstrução,uma das partes do palácio foi convertida num museu onde podemos ver peças e documentos relacionados com a história do país.
Em frente do palácio está a Estátua do Grão Duque de Gediminas. 




.Castelo Superior/Torre de Gediminas
Esta torre é tudo o que resta do antigo castelo superior situado no topo da colina que fica nas traseiras do Palácio do Grand Duque.Para chegar lá a cima basta realizar uma curta caminhada,recompensada com uma das mais fantásticas vistas sobre toda a capital.
De um dos lados podemos ainda ver o Monte das Três Cruzes,uma réplica de um monumento que aqui existiu e que foi totalmente arrasado pelos soviéticos.





.Museu Nacional da Lituânia
Durante a nossa passagem e por uma questão de tempo optámos por não visitar este museu,mas para os que pensem ficar por mais de um dia na cidade é seguramente um local a não perder.
Aqui está exposta grande parte da história,dos costumes e da cultura do país.
O Museu Nacional da Lituânia está situado a uma centena de metros (do lado esquerdo) da Catedral de Vilnius.




.Universidade de Vilnius
Fundada em 1579 é a mais antiga universidade dos Bálticos e uma das mais antigas do norte da Europa.
Por 1,50 euros é possível visitar o pátio central assim como o museu situado na igreja de S.João que unicamente é acessível através do interior da universidade.
Seja como for o complexo é composto por vários edifícios,todos eles situados em redor da Rua Universiteto.





.Palácio Presidencial
A uma curta distancia da universidade fica mais um lindissimo edificio (tal como todos os que vimos até aqui) que não passa certamente despercebido.
Esta é a residência oficial dos presidentes da Lituânia desde 1997,mas antes e desde a sua construção no século XVIII foi pertença de um abastado cidadão local.
Diariamente ás 18:00 pode-se assistir ao render da guarda sendo também possível visitar gratuitamente o interior do edifício ás sextas feiras (16:30) e aos sábados entre as 9:00 e as 14:30.
Para quem visitar a cidade fora dessas datas há sempre a hipótese de espreitar o jardim interior através de um terraço situado nas traseiras.A entrada para este local não está assinalada e fica situada na Rua Universiteto (café Fiorentino).





.Câmara Municipal
Este edifício colunado de uma elegância extrema,além dos serviços municipais alberga também algumas salas que recebem frequentemente concertos e exposições artísticas.É aqui que também podemos encontrar um Balcão de Turismo onde podem arranjar mapas e pedir informações úteis sobre a cidade. 




.Pilies Street
Trata-se da mais antiga rua da cidade velha.Era o principal acesso ao castelo e desde os tempos medievais que era usada como local de peregrinações e protestos.Por aqui passaram reis,papas e as mais importantes figuras da história da cidade e do país.
Hoje em dia encontra-se repleta de cafés,restaurante e lojas,funcionando como um dos principais pontos de encontro e de diversão nocturna da capital.
Um pequeno aparte para fazer referencia à Rua Bernardinu (uma perpendicular) onde as paredes exteriores do edifício estão decoradas com diversos bules de cerâmica.





.Gate of Down
Local de passagem obrigatória para os visitantes,esta era uma das entradas que permitiam o acesso à antiga fortificação que protegia a cidade entre os séculos XVI e XVIII.Das nove portas que existiam nessa altura esta foi a única que sobreviveu.
Sobre a passagem encontra-se uma das capelas mais importantes da capital e onde está exposta a imagem da Virgem Maria,venerada por católicos e ortodoxos.
A entrada para este pequeno espaço faz-se através de uma porta situada do lado esquerdo (edifício de tijolos) porta essa que também dá acesso à Igreja de Sta.Teresa.






.Museu do Genocídio 
Este museu nasceu num espaço que outrora pertenceu ao KGB.O edifício encontra-se dividido em duas partes.A primeira é onde estão expostos muitos documentos,fotos e outros objectos que testemunham um dos períodos mais negros da história do país,altura que o território Lituano esteve sob o domínio Soviético.
Nos andares inferiores os visitantes têm a "triste" oportunidade de visitar algumas celas onde muitas pessoas foram presas,torturadas e mortas.
Nas paredes exteriores do edificio podemos ver uma infinidade de placas onde estão gravados os nomes dos que sucumbiram ás atrocidades cometidas.






.Uzupis
Uma cidade dentro da cidade.Esta zona situada nas margens do rio Vilania sempre foi um mundo à parte com um ambiente muito alternativo e em 1997 os artistas que aqui viviam resolveram proclamar a independência,adotando uma bandeira própria,um hino e até uma constituição que se encontra afixada nas paredes traduzida em várias línguas. 





.Igrejas
O povo Lituano é extremamente religioso e por toda a cidade existem mais de quarenta igrejas,algumas delas muito bonitas e que merecem ser visitadas.
Neste topico vamos somente fazer referência a algumas.Em baixo fica uma pequena lista daquelas que foram na nossa opinião as mais bonitas que visitámos.

-Igreja de Sta Ana: Apesar de ter um interior relativamente pequeno e com uma declaração pouco rica onde destacamos os coloridos vitrais,esta igreja destaca-se pela sua incrível beleza exterior que fez com que Napoleão se apaixonasse por ela e tenha mesmo equacionado o seu desmantelamento para a transportar e re-erguer na cidade de Paris.
Atualmente está listada como património da UNESCO.






-Igreja de todos os Santos
Esta bonita igreja de estilo barroco foi construída entre 1920 e 1930 para acolher a ordem das Carmelitas.
Fica situada perto do final do pequeno Ghetto e durante a segunda guerra mundial estava secretamente ligada a este local através de um túnel subterrâneo.
O exterior de cor salmão está em ótimo estado assim como o interior onde podemos ver excelentes pormenores,principalmente no tecto e nas colunas existentes.




-Igreja de S.Casimiro
Situada a meia dúzia de passos da câmara municipal esta é a mais antiga igreja de estilo barroco da cidade.Atualmente e logo após a sua construção (1618) é,e foi usada por fieis católicos,mas durante o período da ocupação russa foi convertida em centro de culto ortodoxo.Mais tarde passou a igreja evangélica quando os alemães por aqui passaram.Voltou para as mãos do povo católico em 1919.




-Igreja do Espirito Santo
Mais uma igreja de estilo barroco mas ao contrário das anteriores de origem ortodoxa.Originalmente construída em madeira (1638) a estrutura foi totalmente arrasada por um incêndio tendo sido reconstruída com a forma que hoje vemos em 1753.
O interior é um dos mais bonitos que vimos.Vale a pena conhecer este local.





-Igreja Dominicana
Embora vista por fora não apresente grande interesse e provavelmente até será difícil encontrar a entrada,esta é uma igreja em que o interior é capaz de rivalizar com todas as outras que referimos anteriormente.
A entrada é feita por uma porta lateral situada na Dominikonu Gatvé.




Estas são só uma pequena fração das muitas igrejas que visitámos na cidade,como não tínhamos espaço para fazer referência a todas elas,escolhemos esta pequena lista que com certeza vos vai deixar com água na boca e com vontade de conhecer as outras trinta que por aqui existem.

A nossa passagem pela capital da Lituânia foi curta mas conseguimos ver tudo o que queríamos e na nossa opinião não se justificava ficar mais tempo.

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diario das Viagens no Facebook.

  ****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (abril de 2015) e obviamente estão sujeitos a alterações.




1 comentário:

  1. Belas fotos, belo post, abriu.me ainda mais o apetite para a minha viagem à Lituânia em Setembro ;)

    ResponderEliminar