sexta-feira, 2 de agosto de 2019

O QUE VISITAR NA ILHA DO SAL (CABO VERDE) - GUIA PRÁTICO


Foi através desta pequena ilha que Cabo Verde se deu a conhecer ao mundo do turismo e ainda que para muitos, os principais motivos de interesse se resumam ás praias de águas azul turquesa, acredite que há muito mais para conhecer durante a sua estadia nesta ilha. O calor quase permanente faz com que a ilha do Sal seja um destino apetecível que tem vindo a ganhar alguma preponderância devido ás tarifas cada vez mais competitivas propostas pelos operadores turísticos, tanto de Portugal como do resto da Europa.
A massificação do turismo acabou por resultar num aparecimento quase descontrolado de grandes complexos hoteleiros, que pouco a pouco foram matando a verdadeira essência da cultura Cabo-Verdiana. 
Pouco a pouco a ilha do Sal parece ter cortado relações com as suas restantes nove irmãs, tornando-se uma espécie de menina rebelde que resolveu sair da caixa, esquecendo o espírito crioulo ainda bem presente na maior parte da restantes ilhas que compõem o arquipélago. Ao passear pelas ruas de Santa Maria cruzamo-nos com homens, mulheres e até crianças que embora mantenham as suas raízes tatuadas na pele do corpo, vivem numa espécie de África com tiques de Europa. Até as lojas asiáticas, com os seus artigos vendidos a preços desleais, vão pouco a pouco conquistando este pedaço de terra árida. 
A esta descaracterização quase cruel vão resistindo as bonitas praias, os ritmos quentes da música africana e o ritual dos pescadores que todas as manhãs regressam da faina.

A ilha do Sal foi a nossa porta de entrada no país e mesmo que tivéssemos passagens marcadas por Santo Antão e São Vicente, não deixámos escapar a oportunidade de conhecer aquela que é certamente a vertente mais comercial de Cabo Verde. 
Nesta viagem reservámos dois dias completos para o Sal, tempo que se revelou suficiente para de forma tranquila, percorrermos os principais pontos turístico da ilha.

.LEIA TAMBÉM: VISITAR A ILHA DE SANTO ANTÃO - ROTEIRO COMPLETO








O QUE VISITAR NA ILHA DO SAL
AS NOSSAS SUGESTÕES:
Ainda que a sua viagem tenha como principal objetivo o descanso, sugerimos-lhe uma mão cheia de locais e atividades que irão seguramente valorizar ainda mais a sua passagem pela ilha do Sal. 

.PRAIA DE SANTA MARIA
Esta é indiscutivelmente a praia mais famosa da ilha do Sal. As águas relativamente calmas, pintadas de um azul intenso lançam-nos o irresistível convite para um refrescante mergulho. O extenso areal, prolonga-se por diversos quilómetros desde o Pontão de Santa Maria até à Ponta Preta, sendo em grande parte povoado pelas espreguiçadeiras de alguns dos mais prestigiados resorts da ilha. 




.PONTÃO E CIDADE DE SANTA MARIA
O ambiente frenético que todas a manhãs se vive sobre este passadiço de madeira é provavelmente o mais próximo que o visitante estará da verdadeira essência do povo de Cabo Verde. Homens jovens e menos jovens regressam da faina com os pequenos barcos carregados com o pescado que depois de amanhado pelas mulheres é vendido logo ali, num ritual bonito de se ver. Na pequena cidade e ainda que se tente disfarçar a vertente comercial, a verdade é que a influência do turismo está bem presente nos restaurantes, nos bares e nas inúmeras lojas que preenchem a zona mais central.




.SALINAS DE PEDRA LUME
O que outrora foi uma importante fonte de rendimento para as gentes locais é hoje um dos pontos de paragem obrigatória para os turistas que se lançam à descoberta da ilha do Sal. Mesmo que ainda se mantenham a operar, as Salinas de Pedra Lume já não têm o peso do passado, tendo sido quase forçadas a render-se aos novos tempos. Hoje o espaço é diariamente invadido por várias dezenas visitantes que a troco de 550 escudos ali chegam para se banhar e flutuar nas águas salgadas que preenchem os reservatórios ainda existentes. 




.BURACONA
Esta é sem sombra de dúvida a mais famosa piscina natural do país. Um enorme tanque de origem vulcânica alimentado pela água do mar e no qual nos podemos refrescar em total segurança, enquanto as vagas do Oceano atlântico embatem violentamente nas escarpas rochosas situadas as um par de metros. Para além da piscina, esta baía situada na costa norte da ilha, também é conhecida pelo Olho Azul, uma pequena abertura na rocha por onde entra a luz do sol que ao refletir na água dá origem a um efeito bonito de se ver. 




.ESPARGOS
Ainda que Santa Maria seja o principal polo turístico da ilha, é na cidade de Espargos se encontra a mais significativa fatia da população local. Visitar esta que é considerada a principal cidade do Sal é poder sentir um pouco da alma crioula, ainda que meio perdida por entre as influências que diariamente chegam a bordo dos aviões provenientes da Europa.




INFORMAÇÕES ÚTEIS:

.ONDE DORMIR
Numa ilha onde o turismo desempenha um papel tão importante, não faltam obviamente opções de alojamento e a cidade de Santa Maria acaba por ser a principal escolha dos turistas que chegam ao Sal. Os resort's all inclusive parecem dominar as escolhas dos visitantes, uma vez que proporcionam umas férias tranquilas, sem preocupações e completamente focados no conforto e descanso dos hóspedes. No outro lado da balança surgem os apartamentos, guesthouse's e pequenos hotéis mais virados para um turismo de proximidade com a comunidade, permitindo ao visitante um contacto assíduo com o  comércio e população local. 
Durante as duas noites que permanecemos na ilha do Sal a nossa escolha recaiu sobre o complexo de apartamentos Porto Antigo, situado bem no centro de Santa Maria, na primeira linha de praia. O alojamento que nos foi atribuído proporcionou-nos as comodidades necessárias para uma estadia tranquila e perfeitamente enquadrada nos nossos padrões. Além do conforto, destacamos também a cozinha totalmente equipada que nos deu a oportunidade de confecionar as nossas próprias refeições.
.A CRÓNICA COMPLETA SOBRE A NOSSA ESTADIA NO HOTEL PORTO ANTIGO PODE SER LIDA AQUI.




.COMO SE DESLOCAR
Poderá recorrer aos serviços de um dos vários operadores turísticos existentes na ilha que propõem aos visitantes um tour bastante completo, com passagens pelos principais pontos turísticos. Caso pretenda conhecer a ilha de forma mais tranquila, poderá negociar o preço de um táxi para o acompanhar num passeio pelos locais que escolha visitar.
Outra opção é alugar um carro ou uma scooter e percorrer as estradas da ilha ao seu ritmo, parando onde quiser, quando quiser e durante o tempo que achar necessário.
Uma vez que nos sentimos relativamente à vontade a conduzir uma mota, recorremos aos serviços da be be Beach, e a troco de 25 euros alugámos uma scooter entre as 9:00 e as 16:00.
Se tiver como objetivo uma simples deslocação entre cidades ou entre Santa Maria e o Aeroporto, sugerimos-lhe o uso dos alugueres. Estas carrinhas de doze lugares realizam o transporte entre praticamente todas as localidades da ilha e devido ás tarifas bastante baixas, são na sua maioria, utilizadas pelos habitantes locais.  




PARA SABER MAIS SOBRE AS NOSSAS VIAGENS E VER AS FOTOS DESTE E DE OUTROS DESTINOS ACOMPANHE O DIÁRIO DAS VIAGENS NAS REDES SOCIAIS:

Sem comentários:

Enviar um comentário