sábado, 26 de março de 2016

.BORACAY-FILIPINAS


Sejam bem-vindos ao expoente máximo do turismo nas Filipinas.
Não há em todo o país outro local que receba mais visitantes do que esta pequena ilha situada a sul de Manila.
Contudo,e apesar do enorme fluxo de turistas que aqui chegam diariamente a verdade é que segundo nos pareceu Boracay ainda se encontra bastante longe da confusão e do turismo de massas que experimentamos por exemplo em Phuket na Tailândia ou Bali na Indonésia.
Por se tratar de um local tão famoso e tão falado por quem visita as Filipinas,achámos que valia a pena inclui-lo no nosso roteiro.Passámos três dias neste paraíso de águas esverdeadas onde tudo gira em torno da bonita White Beach que se estende por aproximadamente quatro quilómetros e que já foi considerada uma das mais bonitas praias do mundo.






.O que fazer
Em Boracay não existem templos,monumentos ou edifícios culturais que possamos visitar.
O único local de cariz religioso existente é um pequeno santuário (Willy's Rock) que se situa perto da Station one.
Seja como for a White Beach é onde tudo e nada acontece.Os dias de quem aqui vem só podem ser ocupados entre banhos de sol e mar,mergulho (diving),stand up paddle e outras atividades aquáticas.Já as noites são sempre bastante agitadas com os bares e restaurantes situados na linha da praia a proporem aos visitantes festas e música ao vivo proporcionando animação até altas horas da madrugada. 





.Como chegar
Como Boracay não possui aeroporto o acesso é feito através dos dois existentes na ilha vizinha de Panay.
O Aeroporto de Kalibo é o mais distante.Desde aí é necessario apanhar uma Van ou um Autocarro que demora cerca de duas horas a chegar ao Porto de Caticlan de onde teremos de fazer uma curta viagem de barco até Boracay.
O Aeroporto de Caticlan fica igualmente situado na ilha de Panay,mas somente a meia dúzia de quilómetros do porto.

.Onde dormir
Uma vez chegados a Boracay era importante escolher o local onde ficariamos alojados.
Ao longo da White Beach (que é a mais famosa e bonita praia da ilha) que se encontra dividida em três zonas (stations 1,2 e 3) existem um sem número de hotéis,hostels e guesthouses que dependendo do nível de maior ou menor exigência de cada pessoa,tentarão satisfazer os hóspedes mais ou menos exigentes.
Nós escolhemos o Dave's Straw Hat Inn situado numa área bastante tranquila mas a poucos metros da praia,restaurantes,bares e supermercados.
A zona (station) três é sem dúvida a mais calma e aquela que escolhemos para ficar.É igualmente aqui que se encontram as acomodações mais baratas.





.O por-do-sol
Acreditem que não é exagero.Em Boracay tivemos o privilégio de assistir ao mais lindo pôr do sol das nossas vidas.
Todos os dias por volta das 18:00 fazíamos questão de estar na White Beach para podermos assistir aquele espetáculo.
Pouco a pouco o céu transforma-se numa enorme tela cor de laranja.Sob o olhar de centenas de pessoas o sol vai mergulhando naquele mar imenso que agora brilha em tons prata.








.Happy hour
Todos os dias ao inicio ou ao final da tarde os bares de praia reduzem os preços das bebidas em alguns casos para menos 50%.Esta é a altura perfeita para se sentarem numa das muitas dezenas de esplanadas espalhadas pelo areal e beber uma cerveja local bem fresquinha.




Desde que começámos a traçar o nosso roteiro para as Filipinas,fizemos sempre questão de incluir Boracay.Ficámos três dias mas se fosse hoje talvez tivéssemos organizado as coisas para ficar mais um.
É verdade que estávamos com um pouco receosos de encontrar um local extremamente turístico e com preços estupidamente inflacionados,mas as nossas reservas acabaram por não se confirmar.
Vale a pena vir até Boracay?
Claro que sim!Nós voltaremos um dia com certeza.


Todas as crónicas sobre as Filipinas:
Bohol
Boracay
El Nido
Underground River,Sabang

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário