domingo, 8 de novembro de 2020

VISITAR BRUGES - UM DIA NA MAIS BONITA CIDADE DA FLANDRES BELGA

O que visitar em Bruges, Bélgica

A cidade de Bruges é daqueles locais que pensamos não existir até ao dia em que o conhecemos e nos apaixonamos perdidamente sem perceber como nem porquê.
É especial, enigmática, mágica, romântica e cheia de charme. Não faltarão com certeza adjectivos que façam jus ao encanto deste que é um dos principais pontos turísticos da Bélgica.
Se ainda não conhece, imagine uma cidade de estilo medieval, rasgada por um sem número de canais e na qual as casas bem cuidadas se embelezam ainda mais com vasos de flores nos beirais das janelas.
Confessamos que apesar de não ser a nossa cidade Belga favorita, nunca perdemos uma oportunidade para a visitar, e a cada regresso acabamos sempre por descobrir novos locais que nos deixam ainda mais rendidos à sua beleza.
Nesta crónica partilhamos uma mão cheia de informações úteis assim como alguns locais que não pode deixar de conhecer durante uma passagem por Bruges.


O que visitar em Bruges, Bélgica

O que visitar em Bruges, Bélgica

O que visitar em Bruges, Bélgica

O que visitar em Bruges, Bélgica











O QUE FAZER/VISITAR EM BRUGES?
AS NOSSAS SUGESTÕES:
Caminhar ao acaso pelas ruas de Bruges é por si só uma experiência fantástica. Vale a pena sair dos circuitos convencionais e descobrir alguns sítios onde habitualmente os visitantes não se aventuram e que transformam qualquer visita a Bruges em algo ainda mais especial. Contudo existem aqueles locais e experiências quase obrigatórias, que devem fazer parte da lista de "must do's" de todos os que aqui vêm.


-GROTE MARKT (PRAÇA CENTRAL)
A maior e mais importante praça da cidade parece ser o local onde tudo acontece. Ainda que este bonito espaço público seja na nossa opinião o ponto de partida ideal para dar início à sua exploração de Bruges, aproveite este primeiro contacto para contemplar a enorme beleza da arquitetura típica da região. Sugerimos que suba a uma das varandas do Historium Museum de forma a ter uma vista privilegiada sobre todo o espaço ou então beba um café numa das muitas esplanada existentes na praça. 




-BELFLY (CAMPANÁRIO)
Um dos grandes destaques da Grote Markt é a grande torre que se ergue num dos extremos da praça. Este campanário de estilo medieval parece chamar a si todas a atenções e uma vez que se ergue a várias dezenas de metros é um dos melhores locais para ter uma perspectiva geral de grande parte da cidade. 




-ONZE LIEVE VROUW BRUGGE (IGREJA DE NOSSA SENHORA)
Com mais de 100 metros de altura, a torre da Igreja de Nossa Senhora é a estrutura mais alta da cidade, destacando-se facilmente sobre o todo o casario envolvente. Para lá das paredes exteriores pouco elaboradas que compõem o templo religioso, encontra-se um bonito exemplo de arquitetura gótica de onde se destaca o altar assim como uma escultura de mármore branco (a virgem e a criança) da autoria de Michelangelo. 




-BURG
Este é um dos mais bonitos espaços públicos de Bruges e onde mais uma vez somos confrontados com a magnífica arquitetura característica da região. De entre os diversos edifícios ali presentes destacamos não só a Casa do Magistrado (Proosdij) mas também a Câmara Municipal (Stadhuis), à qual podemos aceder de forma a ficar a conhecer um pouco mais da história desta que é a mais importante cidade da Flandres.  




-HOLY BLOOD BASILICA (BASÍLICA DO SANGUE SAGRADO)
Não deixe de visitar este lindíssimo local de culto aquando da sua passagem pela praça Burg. Ainda que pela sua localização pouco central, acabe por passar despercebida, a Basílica do Sangue Sagrado é sem sombra de dúvidas um dos mais importantes templos religiosos do país. Para além da incrível decoração, pode-se dizer que o grande motivo de interesse é uma pequena cápsula de vidro que no seu interior guarda um pedaço de tecido manchado com sangue de Jesus Cristo. 




-PASSEIO DE BARCO PELOS CANAIS
É impossível falar de Bruges sem fazer referência aos seus canais. São inúmeros os cursos de água que rasgam a cidade e lhe dão o ambiente romântico tão apreciado por quem a visita. Depois de percorrer ao acaso as ruas interiores e aí descobrir os mais valiosos tesouros, sugerimos que realize um agradável passeio de barco para que consiga ter uma perspetiva distinta de muitos dos locais que visitou até aqui. 




-MOINHOS DE VENTO
Ainda que se situem em pouco distantes da área mais central da cidade, estes bonitos e antigos moinhos de vento merecem ser visitados. Os que restam acabaram por ser recuperados e ainda continuam a realizar o trabalho para o qual foram concebidos, transportando-nos assim para uma época em que as paisagens de Bruges eram preenchidas por diversas destas estruturas de madeira. 




-BEGUINAGE 
Situado num dos locais mais tranquilos da cidade, este complexo religioso criado no século XIII acolheu originalmente uma comunidade feminina. Hoje, o espaço ainda guarda a calma do passado e ali ainda residem algumas freiras da ordem de S. Bento. Apesar de ser permitida a presença de visitantes na área exterior das residências, lembramos que é importante manter o silêncio assim como uma postura de respeito. 




-MINNEWATER (LAGO DO AMOR)
Este é talvez o local que melhor representa a beleza e a tranquilidade tão característica de Bruges. Trata-se de um enorme parque público, repleto de zonas verdes e no qual é possível realizar agradáveis passeios quer nos meses de verão quer nos meses de inverno. Atravesse a ponte de pedra que cruza as águas do grande lago e perca-se nos diversos trilhos ali existentes. 




-SAINT SALVADOR'S CATHEDRAL (CATEDRAL DE S. SALVADOR)
Erguida no longínquo século X a Catedral de São Salvador é o mais antigo templo religioso da cidade e tal como a Igreja de Nossa Senhora, também este local não se destaca pela sua arquitetura exterior que tem como maior ponto de interesse a grande torre que se ergue a mais de 90 metros. É para lá do grande portal de madeira que o visitante encontrará alguns dos mais valiosos tesouros religiosos da cidade e do país, de onde se destacam as obras de arte que decoram as paredes, as tapeçarias e os diversos túmulos de origem medieval.


INFORMAÇÕES ÚTEIS:

.COMO CHEGAR
Quase todos os que visitam Bruges, têm como ponto de partida a cidade de Bruxelas e o comboio é sem dúvida o melhor meio de transporte para fazer a viagem. 
Desde a Gare Central da capital, o trajecto até Bruges demora aproximadamente uma hora.
Todas as informações sobre horários e preços deste serviço podem ser consultadas no site oficial dos Caminhos de Ferro da Bélgica.
Aos fins de semana os bilhetes de comboio têm uma tarifa especial que oferece um desconto de 50%.


.COMO SE DESLOCAR
Andar a pé é sem dúvida a melhor maneira de conhecer Bruges. Como o centro histórico é relativamente pequeno e sem grandes relevos é bastante fácil caminhar por todo o perímetro da cidade.
Outra opção é lançar-se à descoberta de Bruges de bicicleta, meio de transporte que por um lado nos permite ganhar algum tempo nas deslocações mas que na nossa opinião retira alguma da proximidade que temos com a cidade. 
Mais uma vez insistimos na ideia de que o melhor mesmo é andar a pé.

.QUANDO VISITAR
Bruges é um dos locais mais visitados na Bélgica e é nos meses de verão que a cidade recebe as grandes enchentes de turistas que aproveitam os dias de sol para passear e descobrir os seus canais e ruelas enfeitadas com flores coloridas.
No inverno a quantidade de visitantes diminui visivelmente e tudo é mais calmo. 
Com a chegada do período de Natal a cidade ganha um encanto especial. Apesar do frio, nessa altura, as ruas enchem-se de luzes coloridas que transformam a cidade num mundo de fantasia que ganha um dimensão ainda maior nos dias em que a neve cobre os telhados e as calçadas de pedra.


PARA SABER MAIS SOBRE AS NOSSAS VIAGENS E VER AS FOTOS DESTE E DE OUTROS DESTINOS ACOMPANHE O DIÁRIO DAS VIAGENS NAS REDES SOCIAIS:

Sem comentários:

Enviar um comentário