domingo, 25 de dezembro de 2016

.UNDERGROUND RIVER - SABANG,FILIPINAS


Estava previsto que os derradeiros três dias nas Filipinas seriam passados em Banaué,uma zona montanhosa situada a norte da capital,que é principalmente conhecida pelas espetaculares encostas totalmente preenchidas por um sem número de terraços de arroz.Toda esta área se encontra protegida e faz parte dos locais listados pela UNESCO como património mundial. 
Infelizmente o cancelamento de um dos nossos voos,acabou por ter impacto directo no roteiro que havíamos inicialmente traçado para esta viagem e com muita pena e alguma frustração tivemos de abdicar desta nossa deslocação à parte norte da principal ilha do país.
Assim sendo e com dois dias para "preencher",equacionámos vários cenários.A solução mais razoável e aquela que nos pareceu de mais fácil execução foi ficarmos por mais alguns dias em Palawan,aproveitando para dar um "saltinho" a Sabang com o objectivo de visitar outro local que faz igualmente parte da restrita lista da UNESCO.
Ponderámos esta opção e ficou decidido:Sabang é o nosso próximo destino.

O Underground River é a principal atração desta pequena cidade situada na costa norte da ilha a pouco mais de duas horas de Puerto Princesa.
Os últimos dias tinham sido um autêntico corrupio com muitas longas viagens de autocarro,diversos voos internos e poucas horas de sono.Precisávamos mesmo de recarregar baterias e Sabang era,segundo havíamos lido o local perfeito.  





Depois de mais uma inevitável viagem de cinco horas desde El Nido,chegámos ao nosso destino por volta das onze da manhã.Pelo caminho conhecemos um simpático casal de Polacos que andavam numa viagem à volta do mundo e com quem fomos conversando e partilhando estórias de viagem.
Tal como nós também eles iam para Sabang e até já tinham reservado um hotel bastante em conta.Acabámos por nos juntar a eles na esperança que ainda houvesse vagas para as próximas duas noites.
Tivemos sorte.Conseguimos alojamento sem qualquer problema e a bom preço.
Por um bangalow em frente à praia,com w.c. privativo,free wi-fi e pequeno almoço,pagámos 800 pesos.O espaço é simples mas a localização é fantástica.






Sabang,fez-me lembrar Sihanoukville no Camboja.Poucos turistas,preços acessíveis e um ambiente super relaxado.
Estamos instalados e hoje o resto do dia não terá muitas agitações.Almoçar,recolher informações de como chegar ao Underground River de forma independente e claro,desfrutar da bonita praia.









Acordamos por volta das oito horas.O pequeno almoço é tomado e seguimos directamente para o porto,pois hoje é o dia que escolhemos para visitar o Underground River e como o número de visitantes é limitado,temos mesmo de nos despachar.
A movimentação é visível e ao contrário do que esperávamos já há bastante gente.Os vários autocarros que ocupam o pequeno parque de estacionamento fazem-nos perceber que o pessoal dos tour's já chegou.A algazarra é grande.
Sem tempo a perder dirigido-nos de imediato ao edifício principal onde compramos os ingressos que são válidos por uma semana.
Pagamos P250 por pessoa pelo acesso ao parque mais P40 por uma qualquer taxa ambiental e outros tantos pelo audio guide que havemos de receber à chegada à gruta. O primeiro objectivo está conseguido!
De bilhetes na mão,corremos para o porto com a intenção de tentar arranjar um barco onde faltem duas pessoas.
Foi fácil.Conversa aqui,conversa ali,conseguimos juntar-nos a um grupo.
Pagamos mais P100 cada um pelo transporte e agora só temos de esperar que nos chamem.17 é o barco que nos está destinado e o número que esperamos ouvir nos próximos minutos!
O vai e vem é constante.Dezenas de barcos coloridos chegam e partem quase de minuto a minuto.Não deve demorar muito até chegar a nossa vez.



A espera não se prolongou por muito tempo e a viagem foi rápida.Em menos de dez minutos chegamos a uma bonita praia de águas translúcidas e repleta de palmeiras.Um daqueles postais que nos habituámos a ver nos últimos dias e tão típico das Filipinas.
Os responsáveis pelo parque indicam-nos o caminho a seguir.Não há tempo a perder.Ainda temos de apanhar outro barco,agora sim para visitar a tal Maravilha da Natureza que tantos elogiam.Dizem que é a maior gruta navegável do mundo.São mais de oito quilómetros,embora só quatro estejam acessíveis aos turistas.
A primeira visão que temos eleva as espectativas.Aos pés das enormes escarpas rochosas,situa-se uma lindíssima lagoa de águas azul turquesa que contrasta com o verde luxuriante da vegetação envolvente.As pequenas embarcações cheias de turistas saem a um ritmo alucinante e pouco depois de iniciarem o trajecto desaparecem no interior escuro de uma enorme abertura,como se fossem literalmente engolidas pela montanha.




Agora somos nós.
Somos cinco turistas,mais o homem encarregue de conduzir aquela pequena canoa de aspeto frágil.Em completo silêncio,serpenteamos pelos largos canais daquela imponente gruta,sempre envolvidos numa escuridão quase total.
Uma explicação detalhada do espaço é-nos dada através do um audio guide que nos foi fornecido no início da viagem e o "homem do leme" vai revelando com a tênue luz de uma lanterna estranhas e familiares formas esculpidas pela natureza ao longo dos séculos. 
De vez em quando conseguimos ver alguns dos milhares morcegos que habitam aquela espécie de mundo das trevas.   
São quarenta e cinco minutos de um espetáculo único que na minha opinião vale a pena conhecer,pois será com certeza difícil admirar algo idêntico e com tamanha imponência noutro qualquer local.
E não é por acaso que o Underground River foi escolhido como uma das 7 Maravilhas da Natureza. 







Depois de regressar à "base" passámos o resto do dia na praia acompanhados de umas cervejas fresquinhas.
A vida é bela em Sabang!



Todas as crónicas sobre as Filipinas:
Bohol
Boracay
El Nido
Underground River,Sabang

Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos desde e outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário