quarta-feira, 15 de março de 2017

.RESERVA NATURAL DE SIAN KA'AN - COMO VISITAR DE POR CONTA PRÓPRIA


Há uns tempos quando lia um texto numa qualquer revista de viagem, tive conhecimento deste local fantástico situado nos arredores de Tulum e classificado como património da UNESCO.
Agora que estávamos de partida para a Riviera Maya, tinha de incluir a Reserva Natural de Sian Ka'an no nosso roteiro.
Depois de muita procura encontrámos duas ou três agências locais que organizavam tours à reserva, mas os preços praticados por todas elas (entre os 2000 MXN e 3000 MXN/pessoa) acabavam por ser proibitivos para os nossos padrões.


Este foi um dos motivos que nos levou a estudar a hipótese de fazê-lo de forma independente e o facto de termos carro ao nosso dispor acabou por facilitar a nossa decisão.
Ao todo pagámos 1380 MXN ou seja 690 MXN/pessoa.

.QUE ENTRADA ESCOLHER?
Existem duas entradas para o parque. A primeira, encontra-se numa área que se chama Punta Allen e à qual se acede através de estradas de areia, sendo com certeza necessária uma viatura todo o terreno para poder aceder ao local. Pelo que percebemos este é o acesso escolhido pelos operadores turísticos.
A outra entrada e aquela que se afigurava mais viável aos nossos intentos, situando-se a uma curta distância da cidade de Muyil, perto da estrada nacional 307.


VISITAR SIAN KA'AN A PARTIR DAS RUINAS DE MUYIL

-DE CARRO
Muyil é uma pequena cidade situada a pouco mais de vinte quilómetros a sul de Tulum, à qual se chega em aproximadamente 15-20 minutos seguindo pela estrada 307.

-DE BUS
Os autocarros partem em direção a Muyil de forma frequente do terminal ADO em Tulum e o bilhete custa 24 MXN. A paragem de Muyil fica situada a uma curta distância da entrada do parque arqueológico, mas se pedirem ao motorista provavelmente ele fará uma paragem estratégica perto das ruínas. 


.A ZONA ARQUEOLÓGICA DE MUYIL
Depois de pagarem o bilhete (40 MXN) terão acesso ás ruínas que apesar de serem pequenas se encontram em ótimo estado de conservação. A visita a este local arqueológico demora cerca de uma hora pois uma vez que só existem 9 ou 10 edifícios. O principal destaque é o el Castillo, local onde se inicia a próxima etapa da nossa visita.





.ACESSO À RESERVA DE SIAN KA'AN
Na parte de trás da grade pirâmide (el Castillo) encontrarão uma Sacbe (antiga estrada Maia). Durante não mais de cinco minutos caminharão por uma espécie de trilho de terra que vos conduzirá a uma pequena cabana que faz as vezes de bilheteira e onde será necessário comprar o ingresso (50 MXN) de acesso à reserva.
A partir deste ponto o caminho será feito por um passadiço de madeira que vos guiará por entre a floresta e a partir do qual poderão observar várias espécies de plantas e árvores tropicais, assim como algumas de aves. A sensivelmente a meio do trajeto encontrarão uma torre de observação à qual é possível subir e de onde se tem uma vista fantástica de grande parte da reserva. Nós tínhamos a informação que seria necessário pagar 50 MXN para subir mas nunca aquando da nossa passagem não havia ninguém no local.
Assim que chegarem ao final do trilho vão ver quase de imediato a lagoa, diversas embarcações assim como alguns indivíduos que vos irão propor um passeio. 





.CUSTO DE UM PASSEIO DE BARCO PELOS CANAIS DE SIAN KA'AN NA COMPANHIA DE UM GUIA
O preço por um passeio de barco na reserva encontra-se fixado nos 600 MXN por pessoa. Tentámos sem sucesso reduzir um pouco este valor mas ao que parece, aqui não há mesmo lugar para negociações.
Somente as crianças têm uma tarifa especial de 300 MXN.


.O PASSEIO DE BARCO
O tour tem a duração de aproximadamente duas horas e inicia-se com a travessia de uma das lagoas da Reserva de Sian Ka'an.
Pouco depois a pequena embarcação penetra num estreito canal rodeado de vegetação tropical, desembocando pouco depois numa outra lagoa de águas de tons turquesa. O cenário envolvente é fantástico e aqui e ali temos a oportunidade de observar diversas espécies de aves residentes da reserva. 
A primeira paragem é num antigo edifício Maia,que segundo nos foi transmitido pelo guia serviu durante vários anos como posto de transações comerciais.
A certa altura e após percorrer mais alguns canais, o barco atraca num pequeno e improvisado cais de madeira. A partir deste ponto entramos nas águas cristalinas damos inicio à mais incrível experiência deste passeio. 
Naqueles canais delimitados por mangais e criados pelo povo Maia, vamos avançando lentamente e ao sabor da corrente durante quase uma hora.
No final o guia estará à vossa espera numa outra plataforma de madeira. Saímos da água e iniciamos uma curta caminhada sobre um passadiço de madeira que nos conduz até ao local onde se encontra o barco que vos levará de regresso ao ponto onde há pouco teve inicio este tour.













.O QUE LEVAR PARA UMA DAY TRIP À RESERVA DE SIAN KA'AN
  • Fato de banho/bikini
  • Toalha de praia
  • Máquina fotográfica
  • Máquina fotográfica aquática
  • Repelente para mosquitos
  • Equipamento de snorkel
  • Garrafa de água
  • Protetor solar
  • Dinheiro 


.A NOSSA OPINIÃO 
A reserva de Sian Ka'an é sem dúvida um local incrível e que merece ser visitado. Este parque natural situado a sul de Tulum, é atualmente pouco conhecido e por consequência pouco explorado pelos operadores turísticos da região, razão pela qual o número de visitantes é ainda bastante reduzido.
No nosso caso, visitámos a reserva em plena época alta e podemos garantir que durante o tempo que ali permanecemos, tivemos sempre o espaço só para nós.
Desde que começámos a organizar esta nossa viagem à Península de Yucatan, este era um dos locais que queríamos mesmo conhecer, ainda que a nossa vontade esbarrasse sempre na pouca oferta existente.
A verdade é que foi necessário alguma pesquisa, mas no final acabámos por conseguir fazê-lo sem grandes dificuldades.
Esperamos que a nossa experiência vos seja útil.

-OUTRAS CRÓNICAS SOBRE O MÉXICO:

  Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook.

****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (Janeiro de 2017) e obviamente estão sujeitos a alterações.

2 comentários: