domingo, 28 de setembro de 2014

.BLUE LAGOON-ONDE A AGUA É MAIS AZUL

Hoje teremos um dia diferente dos anteriores.
Convidamo-vos a virem connosco conhecer num local que parece ter sido tirado de um qualquer cartão postal.
A incrível Blue Lagoon (lagoa azul),situada na mais pequena ilha do arquipélago (Comino),é sem sombra de dúvidas uma das imagens do país e provavelmente o "spot" mais visitado por turistas.
Existem tours para todos os gostos e bolsas que saem diariamente para Comino seja da ilha principal (Malta) seja da ilha de Gozo.Tours esses que custam em media entre 25 e 30 euros e que são a escolha mais indicada para quem não gosta,não tem vontade ou simplesmente não lhe apetece andar de transportes públicos.
Este post vai mostra-vos como é possível alcançar este pequeno paraíso sem gastar mais de 10 euros.


Blue Lagoon

Iniciamos mais um dia tendo como ponto de referência a área de Sliema (local onde ficámos alojados) e mais uma vez vamos dar uso ao ticket de bus de sete dias (que se tem revelado uma ótima opção e nos tem ajudado bastante nas deslocações diárias).

O primeiro objectivo de hoje é alcançar o porto de Cirkewwa situado no extremo noroeste da ilha.Para lá chegar deveremos apanhar o bus 222 que percorre toda a costa norte e nos proporcionará um bonito passeio de cerca de uma hora.
O porto de Cirkewwa é a ultima paragem e uma vez chegados,mesmo antes de descerem do bus serão imediatamente bombardeados com pessoal a tentar vender tickets para os pequenos barcos que fazem a travessia entre Malta e Comino e também para Gozo.
No nosso caso e como vamos para Comino podemos desde já informar que o preço praticado por todas as companhias é de 10 euros por um bilhete de ida-e-volta (não paguem mais que isso).
Os barcos com capacidade para cerca de vinte pessoas saem todos os dias da semana de meia em meia hora entre as 9:10 e as 15:40.


Bilheteira


Barcos que fazem serviço Malta-Comino

O trajeto até ao "paraíso" demora talvez uns vinte minutos.Aconselhamos que cheguem bem cedo (de modo a apanharem o primeiro ou segundo barco) para poderem desfrutar durante alguns instantes da bonita praia,visto que por volta das 10:30/11:00 é a altura em que atracam neste local os barcos dos tours carregados de centenas de turistas que num esfregar de olhos invadem a ilha.De repente o paraíso transforma-se em algo muito semelhante a uma pequena cidade em hora de ponta!

Seja como for há espaço para todos mas a verdade é que com tanta gente o local perde todo o encanto.




Agua de um azul incrível


Agua de um azul incrível


Por esta altura ainda estava calmo


Blue Lagoon antes da chegada dos muitos turistas


Blue Lagoon depois da chegada dos muitos turistas

"Estacionamento" dos barcos que chagam de Malta e Gozo


Blue Lagoon em hora de ponta

Se mesmo com toda esta confusão decidirem permanecer na "lagoa" o dia todo e se não quiserem apanhar um escaldão,o melhor mesmo é alugar uma cadeira e um chapéu de sol,pois nós não o fizemos e acabamos o dia com ar de lagostas!


Qualquer lugar é bom para abancar




Caso não sejam adeptos de confusão o nosso conselho é que após a chegada da torrente de turistas aproveitem para dar um passeio pela ilha (que é relativamente pequena) e dêem um saltinho até á torre de Sta.Maria.Esta construção data de 1618 e na época estava inserida num eficaz sistema de vigia existente em todo o território Maltês.Deste ponto terão uma vista espetacular da costa norte da ilha de Malta.

A torre que se encontra encerrada ao público teve o seu grande momento de gloria quando serviu de cenário a algumas cenas do filme"O conde de Monte Cristo".


Torre de Sta.Maria


Torre de Sta.Maria

Depois desta caminhada,certamente estarão com vontade de se refrescarem um pouco.
Uma ótima desculpa para conhecerem um pouco mais da ilha,é seguirem na direção da baía de S.Nicolau,local onde foi construído o Hotel Comino e onde encontrarão uma pequena praia.
Mesmo não tendo a beleza da Blue Lagoon esta baía tem o seu charme e o melhor de tudo é que não vão encontrar aqui mais de "meia dúzia" de pessoas.


Pequena praia na baía de S.Nicolau


Pequena praia na baía de S.Nicolau


Pequena praia na baía de S.Nicolau


Pequena praia na baía de S.Nicolau


Pequena praia na baía de S.Nicolau

Permanecemos por aqui até por volta das 15:00,altura em que regressámos à Lagoa Azul com o intuito de comer qualquer coisa.

Visto que é aqui que existe a grande concentração de pessoas,é também neste local que encontramos as unicas opções para aconchegar o estômago.
A meio do caminho entre os barcos e a praia mesmo em frente à lagoa estão plantadas algumas roulotes que servem sandwiches e todo o tipo de bebidas.
Nós optamos por escolher duas sandwiches e dois granizados e o almoço ficou-nos por 3,50 euros cada um.
Depois do almoço e como sabíamos que os barcos turísticos abandonam a ilha entre as 16:00 e 16:30 permanecemos nesta zona que pouco a pouco ia ficando "despida" de pessoas.
Aproveitámos para mais uma horinha no relax e já eram 17:00 quando decidimos que estava na altura de nos despedirmos deste local fantástico.




Voltámos a apanhar o barco que circula entre as 9:00 e as 18:00 e rapidamente chegámos ao porto de Cirkewwa de onde seguimos de bus até ao ponto de partida (Sliema).
Hoje passámos um dia brutal e mesmo tendo gastado um pouco mais do que nos dias anteriores (13,50€ por pessoa)acabou por valer a pena,isto porque se tivermos em conta os preços dos tours pode-se dizer que mesmo assim conseguimos poupar uns trocos.
Tudo isto porque soubemos aproveitar e tirar partido do excelente e eficaz serviço dos transportes públicos que nos permitiu conhecer mais um pouco deste incrível país.
Por hoje é tudo,mas a nossa aventura continua....

Continuação em: http://blogdiariodasviagens.blogspot.be/2014/10/mostamdina-e-rabat.html

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diario das Viagens no Facebook.
****Os preços e horários apresentados são referentes ao período da nossa passagem (Setembro de 2014) e obviamente estão sujeitos a alterações.

Sem comentários:

Enviar um comentário