segunda-feira, 27 de junho de 2016

.PASSADIÇOS DO PAIVA


Podem acompanhar as nossas viagens e ver todas as fotos desde e outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.

O Diario das Viagens aproveitou a estadia em Portugal para fazer uma visita aos tão falados Passadiços do Paiva que desde junho de 2015 fazem as delícias de quem quer percorrer de forma tranquila o lindíssimo vale do Paiva.
São aproximadamente oito quilómetros de estruturas de madeira que serpenteiam ao longo das margens de um dos rios mais limpos e bonitos do país.
Os passadiços ligam as povoações de Espiunca e Areinho,num percurso linear que pode ser executado em ambos os sentidos.
Um dado importante a ter em conta é o facto de ser aconselhável arranjar pelo menos dois carros da forma a estacionar cada um deles em ambas as extremidades do percurso para que uma vez terminada a caminhada não sejamos obrigados a voltar para trás e a acrescentar mais oito quilómetros ás nossas pernas.   




Neste momento e desde fevereiro de 2016 o acesso é limitado a 3500 pessoas por dia.Os bilhetes podem ser adquiridos on line,através do site oficial dos passadiços e têm um valor simbólico de um euro.
Existe igualmente a possibilidade de comprar directamente no local,mas neste caso o ingresso tem um custo de dois euros.




Nós optámos por fazer a caminhada no sentido Areinho-Espiunca de forma a poderemos desfrutar da magnifica praia fluvial situada no final do percurso.
O Diario das Viagens realizou o passeio na companhia de familiares,alguns deles com idades superiores a 65 anos e pouco habituados a estas andanças,mas que efectuaram o trajecto sem qualquer dificuldade a uma "velocidade" moderada em pouco mais de quatro horas.



É verdade que a subida inicial e os 579 degraus (para quem começa no Areinho) fazem alguma moça,mas,depois de uns minutos de descanso para repor o fôlego podemos retomar o caminho,que a partir deste ponto é quase sempre a descer.
Lembramos que o uso de calçado e roupas confortáveis são indispensáveis.





A questão da segurança não foi esquecida.Existem diversos telefones de emergência espalhados de forma regular ao longo da estrutura.
Cruzámo-nos também por várias vezes com barraquinhas onde é possível adquirir água,sumos ou sandwiches.Mesmo assim é bom não descurar a hidratação e o melhor mesmo é ir prevenido com uma boa quantidade de água,principalmente se a caminhada for feita num dia mais quente.
No verão é indispensável proteger o corpo com uma generosa camada de protector solar.



Embora seja possível aceder aos passadiços das 9:00 ás 17:00 no período que vai de novembro a março e das 7:30 ás 20:00 de abril a outubro e tendo em conta que grande parte das visitas se efectuam nos meses de verão,aconselhamos que o percurso seja iniciado bem cedo de forma a evitar as horas de maior calor.






Os passadiços do Paiva são um percurso de montanha concebidos para quem gosta de desfrutar da natureza.Na nossa opinião esta é uma excelente opção para passar um dia entre amigos ou família,podendo ser complementada com um agradável pic-nic na área da praia fluvial de Espiunca,situada poucos metros depois do percurso ser completado. 

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário