terça-feira, 29 de setembro de 2015

.ZADAR


Foi na cidade de Zadar que escolhemos pernoitar na terceira noite da nossa viagem pela Croácia.
Depois de ao início da tarde termos deixado para trás os Lagos Plitvice,só precisámos de uma hora e meia para estarmos à porta dos Apartments Lulic,um alojamento simples situado ainda um pouco longe do centro,mas facilmente acessível de carro e como tínhamos o "nosso" Opel Corsa foi sem stress!
Pagámos 35 euros por um quanto duplo com casa de banho privativa.
Não perdemos muito tempo com as formalidades de check-in e depois de termos deixado as mochilas no quarto,seguimos de imediato para o centro histórico com o objectivo de tentar conhecer o máximo possível daquela pequena península banhada pelo Mar Adriático.
Mais uma vez e à semelhança do que se passou em Pula,conseguimos estacionar gratuitamente o carro num local residencial e assim economizar uns trocos.O local exacto está assinalado a vermelho na imagem em baixo.




Após atravessarmos a ponte pedonal,entrámos logo de seguida na "old town" que é uma pequena área situada numa península onde se encontram grande parte dos pontos de interesse.
Era precisamente no interior deste espaço delimitado por uma muralha que nos iríamos manter nas próximas horas.
Não havíamos feito grandes planos nem sabíamos muito bem o que visitar.O Orgão Marinho era o único local sobre o qual tínhamos alguma informação,tudo o resto fomos descobrindo por nós mesmos sempre orientados pelo mapa do nosso guia Lonely Planet.
Depois de entrármos pela City Gate,o primeiro local que nos chamou a atenção foi a belíssima Praça Central também conhecida por Praça do Povo.Este é um espaço típico e presente em muitas das cidades da Croácia,normalmente ocupado por diversas esplanadas.Naquela altura deviam ser umas cinco da tarde e o calor ainda se fazia sentir com alguma intensidade.Resolvemos então sentarmos-nos numa das poucas mesas vagas e beber uma cerveja fresquinha enquanto apreciávamos a bonita arquitectura envolvente de onde destacamos o edifício da câmara municipal (Town HallPalácio Girardini a antiga mas bem conservada Torre do Relógio.




Estava na hora de continuar com a visita.Rumámos em direção à Igreja de S.Simão onde não nos foi permitida a entrada pois segundo nos fizeram entender não estávamos vestidos com roupas adequadas.A dita Igreja fica situada mesmo ao lado de uma Coluna de origem romana pertencente a um antigo templo.Destaque também para a Torre do Capitão erguida durante a ocupação Veneziana com o objectivo de travar os ataques das tropas turcas.Todos estes locais ficam situados perto da Praça dos Poços construída em 1574 e assim chamada devido aos cinco poços existentes que alimentaram a cidade de Zadar até 1838.
Nós não o fizemos,mas quem quiser pode dar um santinho ao Jardim da Rainha Jelena Madijevka acessível a partir da praça.





Não demorámos mais de dois minutos até chegar à Koprena Vrata,um grandioso portal de estilo renascentista datado de 1543 e que funcionou em tempos como uma das entradas da cidade.Segundo dizem esta é a mais bonita de todas.




Neste momento encontravamo-nos num dos extremos da Old Town e os outros locais por onde ainda tencionávamos passar ficavam precisamente do lado oposto,o que fez com que tivéssemos de percorrer uma infinidade de ruelas,umas mais desertas outras nem tanto.
Zadar,tal como muitas cidades croatas é rica em vestígios de origem romana e um dos principais pontos de interesse da cidade é precisamente um antigo Fórum Romano do qual resta muito pouco mas mesmo assim interessante de ver acima de tudo porque se encontra inserido num espaço bastante amplo ao lado das Igrejas de S.Donato e Sta.Maria e da Catedral de Sta.Anastasia.





Por esta altura já o sol se começava a querer esconder no horizonte e segundo sabíamos este era o momento perfeito para desfrutarmos do mais incrível espetáculo que a cidade de Zadar oferece aos seus visitantes.

Em conjunto com centenas de outras pessoas desfrutámos de um lindíssimo pôr do sol embalados pelo canto melancólico do Orgão Marinho que liberta uma melodia aleatória comandada pela maior ou menor agitação das águas do mar Adriático.
Este é sem dúvida uma obra especial,que inicialmente começou por ser experimental mas o sucesso foi tal que atualmente é a principal imagem de Zadar.A não perder!





Ainda neste fantástico final de tarde não pudemos deixar de apreciar o enorme circulo de vidro,apelidado de Saudação ao Sol situado mesmo ao lado dos degraus do orgão marinho.O que aqui vemos é na realidade um gigantesco painel solar que acumula energia durante o dia para depois a transformar em milhões de pontos luminosos de várias cores que todas as noites se acendem,proporcionando um fantástico show de luzes.


Hoje foi sem dúvida o melhor dia desde que iniciarmos a nossa viagem pela Croácia.Dividimos o tempo entre os Lagos Plitvice e a lindíssima cidade de Zadar de onde nos despedimos neste preciso momento.
Era já noite quando regressamos à guesthouse e foi aqui que surgiu o primeiro dilema quanto ao itinerário que deveríamos seguir no dia seguinte.Estávamos indecisos entre visitar o Parque dos Lagos de Krka ou seguir para Split parando pelo caminho com o objectivo de conhecer as cidades de Sibenik e Trogir.
Querem saber qual a decisão que tomámos?
A resposta será dada na próxima crónica....

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diario das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário