sábado, 28 de outubro de 2017

.DAY TRIP AO MOSTEIRO DE RILA E IGREJA DE BOYANA-SÓFIA,BULGÁRIA


Depois de um dia a explorar a capital da Bulgária e tendo eu um dia extra,nada melhor que uma escapadela até ás montanhas situadas a sul,com o objectivo de visitar o incrível Mosteiro de Rila.

A manhã está ótima e aos primeiros raios de sol já me passeio pela cidade de Sófia que tal como eu dá os primeiros passos neste novo e bonito dia.

Gosto de ver a cidade a acordar,de caminhar pelas ruas silenciosas e de sentir aquele vento fresquinho que me acaricia o rosto.Gosto de me misturar com as pessoas que de forma apressada seguem os seus caminhos diários.Gostei também de tomar um delicioso pequeno almoço por pouco mais de um euro,numa pequena pastelaria situada a dois passos do hostel onde dormi.
Em suma...estou a gostar desta viagem.
Sem exageros,mas estou a gostar!



À hora marcada chego ao ponto de encontro.Contorno a Catedral Alexander Nevsky que assim,sem as enchentes de turistas que presenciei na véspera,até parece mais bonita.
O pequeno bus que me vai levar já ali está,assim como um representante da agência que organiza o tour a quem me dirijo com o objectivo de me identificar.
Está tudo certo e antes de me darem ordem de embarque pago os 27 euros previamente combinados.

Como previsto,ás nove em ponto e já com os lugares quase todos preenchidos,o autocarro poe-se em movimento,primeiro por ruas pejadas de carros e depois por estradas que nos conduzem por entre intermináveis campos de cultivo que se assemelham a gigantescos mantos verdes.
Ao fim de pouco mais de uma hora de estrada e depois de fugazes passagens por pequenas aldeias onde os habitantes se assomam à porta para nos ver passar,já se avistam as montanhas cobertas de tons de outono.

De súbito o cenário altera-se por completo e aquela floresta quase selvagem,onde o sol penetra com dificuldade,engole-nos de uma forma quase violenta.O tapete de alcatrão que rasga a encosta da montanha encontra-se parcialmente coberto de folhas amarelas que empurradas por uma leve brisa vão tombando das copas das árvores.

As curvas sucessivas que nos obrigam a avançar a uma velocidade reduzida fazem com que aquela última fase da viagem se transforme num espetáculo digno de se ver e que para nosso gáudio se prolonga até à porta do mosteiro.




O acesso ao complexo é feito através de um curto túnel que atravessa as enormes muralhas que rodeiam o mosteiro e o mantém protegido do mundo exterior.
Sob as explicações do guia que nos acompanha,fazemos uma pausa no grande pátio ladeado por arcadas,varandins e pequenos alojamentos que outrora acolheram centenas de monges.
Contudo os anos foram passando e com eles chegaram os ventos da mudança.Pouco a pouco a população do mosteiro foi entrando em declínio e atualmente não são mais de dez os monges que residem neste santuário perdido no meio dos bosques da Bulgária.







A Igreja da Natividade que se ergue no centro do complexo é seguramente uma das mais bonitas que já tive a oportunidade de conhecer.
O exterior é composto por pequenas cúpulas e várias dezenas de arcadas,todas elas adornadas com lindíssimos e coloridos frescos que relatam episódios marcantes da bíblia.
O interior,apesar de ser um pouco sombrio é igualmente majestoso,com as paredes e os tectos pintados com os mesmo motivos religiosos,enriquecidos com incríveis detalhes dourados de onde se destaca o riquíssimo altar com cerca de dez metros de comprimento.
Os visitantes misturam-se com os muitos fieis que chegam e saem a toda a hora prestando homenagem à mão esquerda de St.Ivan que se encontra guardada numa arca de madeira.


As duas horas que por ali permaneço acabaram por saber a pouco e depois do grupo estar de novo reunido,regressamos ao bus para fazer os cerca de 120 quilómetros que nos separam da capital.
O trajecto leva-nos pelas mesmas estradas e caminhos onde o espetáculo para lá das janelas se repete uma e outra vez.
Fecho os olhos e adormeço,até que com a grande metrópole no horizonte aquele descanso é interrompido pela voz do guia que anuncia a nossa chegada à segunda paragem prevista no roteiro.
No meio de um luxuriante jardim já avisto a pequena Igreja de Boyana que assim à primeira vista parece ser um local idêntico a tantos outros.Contudo o seu interior esconde alguns dos mais bem conservados frescos dos séculos X e XII existentes no país.
Por questões de conservação do espaço não nos é permitida a permanência por mais de dez minutos no interior da igreja,assim como está interdita qualquer recolha de imagens.Neste curto espaço de tempo o guia explica-nos com orgulho o significado de algumas das principais imagens representadas nas paredes daquele que é considerado um dos mais importantes símbolos religiosos da Bulgária. 



Sabia que havia a possibilidade de fazer este passeio de forma independente,mas as eventuais complicações com os vários transportes que teria que apanhar e o tempo limitado que dispunha,fizeram com que optasse por um tour organizado,que facilmente adquiri no hostel.
Desta forma e sem preocupações tive a oportunidade de conhecer num só dia o bonito Mosteiro de Rila assim como a lindíssima Igreja de Boyana,ambos classificados pela Unesco como património mundial. 

-INFORMAÇÕES ÚTEIS:
-A agência contratada para a realização do tour foi a Traventuria.
-O preço pago foi de 27 euros.
-O tour tem ini1cio ás 9:00 e termina perto das 17:00
-A entrada no Mosteiro de Rila é Gratuita
-A entrada na Igreja de Boyana tem um custo de 5 euros (segunda feira depois das 14:00 o acesso é gratuito).


  Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na pagina do Diário das Viagens no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário