sábado, 6 de agosto de 2016

.EPHESUS


Devido à proximidade com Ephesus,a cidade de Selçuk foi o local que escolhemos para assentar arraiais.Foi a partir deste local que saímos bem cedo em direção ás ruínas que tanta curiosidade nos despertavam.
Bastou-nos apanhar uma van,que por aqui se chama Dolmus e em meia dúzia de minutos estávamos ás portas desta antiga cidade que nasceu e cresceu em torno do mais importante porto do Mar Egeu naquela época.
Devido ao assoreamento do rio a cidade foi perdendo importância comercial,acabando por entrar em decadência.Atualmente e por estranho que pareça o mar encontra-se a cerca de oito quilómetros de distância.

Este local que outrora atraiu comerciantes e marinheiros é hoje um dos mais visitados locais da Turquia,encontrando-se constantemente apinhado de turistas.O melhor mesmo é chegar ás primeiras horas da manhã,só assim será possível realizar a visita (ou parte dela) de forma mais ou menos tranquila.




Depois de comprarmos o devido ingresso (25 TL),damos os primeiros passos pelas antigas ruas desta cidade fundada no século IV.Caminhamos pela avenida principal que ligava o porto ao centro e rapidamente chegamos ao grande Teatro Romano que segundo os registos da época poderia albergar nas suas bancadas cerca de 20.000 pessoas,o que fazia dele um dos maiores deste gênero em todo o mundo.




A primeira hora passou a correr e pouco a pouco ia-mos dividindo o espaço com cada vez mais pessoas.A chamada Rua de Mármore onde nos encontramos agora faz-nos viajar no tempo.Basta-nos olhar à volta e de imediato somos transportados pela nossa imaginação para uma cidade romana,repleta de edifícios imponentes.





É aqui,nesta avenida que nos cruzamos com aquele que é muito provavelmente um dos primeiros exemplos de publicidade de que há registo.Pode parecer estranho mas a verdade é que ele existe e muitas das vezes passa despercebido a quem por aqui passa.
Algures no chão encontram-se desenhados um pé,uma mulher e um coração.Segundo os entendidos,esta foi a maneira encontrada de indicar aos marinheiros que chegavam a Ephesus,qual a direção que tinham de seguir para chegar ao bordel.



A visita continua e desta feita chegámos ao mais impressionante e emblemático local desta antiga cidade.
A Biblioteca de Celso da qual só resta a fachada,chegou a armazenar no seu interior qualquer coisa como 12.000 pergaminhos.
Foi construida no ano de 135 d.C. em homenagem a Celso Polimeno,que anos mais tarde viria a ser sepultado neste local.Este é um dos mais bonitos exemplos da arquitectura romana daquela época e é ponto de passagem obrigatória para quem visita Ephesus.





Sem tempo a perder e sob um céu azul,continuamos para sul.Os nossos passos levam-nos agora pela Rua Curetes,onde nos vamos deliciando com os muitos vestígios de tempos passados.Edifícios colunados e painéis de mosaicos de estrema beleza,mostram-nos de forma silenciosa todo o esplendor que este local deve ter tido nos seus tempos de glória.






No final da rua,cruzamo-nos com outra das curiosidades de Ephesus.Esculpida num painel de mármore encontra-se a Deusa Grega Nikē que é a personificação da força,da velocidade e da vitória.Segundo parece foi esta imagem que serviu de inspiração à marca de equipamentos desportivos Nike para criar o símbolo assim como o próprio nome.
Será verdade?



Ephesus é um local fantástico,onde cada pedra,cada estátua e cada coluna nos contam pedaços de uma estória feita por povos gregos e romanos.O espaço é enorme e devido à sua importância merece ser "saboreado" com calma.
Nós começámos bem cedo e foi só bem perto do inicio da tarde que nos despedimos da antiga cidade.Foram várias horas a caminhar pelas ruas e vielas de Ephesus e mesmo assim não conseguimos ver tudo da forma que queríamos.
Contudo a viagem tem de continuar... 



.Dica:Visto que se encontra a dois passos,não podem deixar passar a oportunidade de dar um "saltinho" ao local onde em tempos existiu o famoso Templo de Artemis,uma das antigas maravilhas do mundo antigo.Atualmente tudo o que resta dessa construção é nada mais nada menos que uma coluna,mesmo assim vale a pena perder meia hora para ir até este local.

Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diario das Viagens no Facebook.


.Aqui ficam todas as crónicas da nossa viagem pelo Turquia

Trekking na Capadódia
Passeio de Balão na Capadócia
Qual o melhor tour para fazer na Capadócia
Pamukkale
Hierapolis
Ephesus
Bodrum

Sem comentários:

Enviar um comentário