quarta-feira, 17 de agosto de 2016

.BODRUM - UMA PÉROLA NAS MARGENS DO MAR EGEU


Com a nossa chegada a Bodrum, entramos na derradeira etapa desta viagem pela Turquia. Durante os últimos dez dias percorremos mais de 1600 quilómetros e visitámos locais de extrema beleza. Agora é tempo de relaxar, apanhar sol e ir a banhos.
Bodrum é uma das mais conhecidas estâncias balneares do país, onde o sol brilha quase todo o ano e na qual milhares de turistas vêm para desfrutar das águas cristalinas do Mar Egeu
Contudo, a magia de Bodum vai muito para além das praias, das discotecas e dos bares. Esta pequena localidade teve em tempos, uma grande importância na história do país, história essa que acabou por ser perpetrada nos muitos monumentos que acabaram por resistir aos séculos e chegar aos dias de hoje.


Como é habitual, acordámos cedo. Para já o objectivo é visitar alguns locais que achámos interessantes situados no chamado centro histórico.
Ainda não eram nove da manhã quando saímos à rua. A essa hora já o calor se faz sentir de forma intensa.
É domingo e as ruas estão desertas. É cedo para os turistas, que provavelmente ainda se recompõem dos excessos da noite anterior e nesta caminhada matinal vamo-nos cruzando somente com alguns habitantes locais.


Castelo de Bodumtambém conhecido por Castelo de S.Pedro é de longe o mais visitado monumento da península. Fica situado nas margens do Mar Egeu e no seu interior além das muitas exposições temáticas é igualmente possível visitar o  Museu Subaquático



E foi precisamente neste local que iniciamos a visita. Aqui estão expostas inúmeras peças ligadas ao mar e à navegação, muitas delas raras e encontradas ao largo da costa da Turquia. 
Este Museu que segundo ficámos a saber é o mais importante deste gênero em todo o mundo, estende-se por mais de uma dezena de salas assim como por diversos pátios exteriores. Na nossa opinião achamos que convém guardar pelo menos duas horas para ver tudo com o mínimo de atenção.




Depois da visita ao museu e de mais uma mão cheia de pontos de interesse, resolvemos caminhar ao longo das Muralhas do Castelo e subir à Torre Sul de onde nos surpreendemos com as vistas fabulosas sobre a lindíssima baía de Bodrum. 



O antigo Mausoléu de Helicarnasso foi o local que escolhemos para continuar o nosso passeio histórico por Bodrum. Este túmulo foi construído entre os anos 353 e 350 a.C com o propósito de acolher o corpo de um antigo Rei Persa de nome Mausolo, razão pela qual também é chamado de Mausoléu de Mausolo
À semelhança do Templo de Artemis que visitámos aquando da nossa passagem por Efesus, também este edifício fez parte da lista das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.



Apesar da sua inegável importância a verdade é que atualmente pouco ou nada resta  desta incrível construção que apesar de se ter mantido intacta por mais de dezanove séculos, acabou por ser completamente destruída pelos cruzados.
O Mausoléu é amplamente divulgado em todos os roteiros turísticos da cidade, mas pelo que vimos não é muito procurado por turistas. Talvez por ficar relativamente longe da zona mais central.



Ainda antes da hora de almoço tivemos oportunidade de visitar mais um local que nos conta um pouco mais da história de Bodrum
A dois passos do Mausoléu, encontra-se um antigo Teatro Romano, e cuja a aparência é em tudo idêntica aos que visitámos em Hierapólis e Ephesus, ainda que numa escala mais reduzida.

Esta incrível obra que chegou em tempos a poder albergar aproximadamente 13.000 espectadores é ainda hoje usada como palco para alguns espetáculos e eventos culturais.



Terminado que está o nosso passeio por Bodrum, é agora na altura de desfrutar das magnificas águas do Mar Egeu. Se inicialmente equacionámos ficar pelas praias situadas no centro a verdade é que a confusão presente em algumas delas fez-nos rapidamente mudar de ideias.
Depois de aconchegar os estômagos com um delicioso Durum, apanhámos um Dolmus e em menos de meia hora chegávamos à Camel Beach.
Aqui sim, apetece estar! 






-OUTRAS CRÓNICAS SOBRE A TURQUIA:


  Podem acompanhar as nossas viagens e ver as fotos deste e de outros destinos na página do Diário das Viagens no Facebook. 

Sem comentários:

Enviar um comentário