domingo, 19 de janeiro de 2020

VISITAR AS RUÍNAS DE VOLUBILIS DESDE MEKNÈS (MARROCOS)

Visitar Volubilis, Marrocos

Gosto de pesquisar e saber ao que vou, e como tal, sou daqueles que começa a viagem muito antes do momento em que pego na bagagem e me lanço à descoberta de um qualquer destino. Talvez por isso encaro muitas vezes a minha chegada a um determinado local como uma recapitulação de uma lição bem estudada, como se de certa forma os meus olhos já tivessem visto mesmo sem nunca lá ter estado. Ainda assim faço questão de deixar espaço para o inesperado, de forma a que a viagem tenha a oportunidade de me surpreender. E foi precisamente um desses momentos de imprevisibilidade que acabou por fazer toda a diferença durante a nossa passagem pela cidade de Meknès.
Ao quarto dia e depois de por diversas ocasiões nos termos surpreendido com a generosidade do povo local, achámos que estava na altura de arriscar um pouco e pela primeira vez nesta viagem optámos por tentar chegar a Volubilis contando somente com a boa vontade de quem connosco se iria cruzar. Nessa manhã acordámos cedo, tomámos um delicioso pequeno almoço no Riad Dar Al Katib e já nas ruas da cidade escolhemos um ponto privilegiado na esperança de conseguir uma boleia que nos levasse ao objetivo do dia.
A confirmação das nossas suspeitas surgiu em menos de dez minutos. Diante nós detém-se uma velha carrinha de caixa aberta ocupada por dois jovens que por entre sorrisos e meia dúzia de palavras em francês, nos confirmam que seguem na direção que pretendemos, fazendo-nos sinal para saltarmos para a parte traseira do veículo.
Volubilis está agora mais perto. Os cerca de 25Km's que nos separam da antiga cidade romana, mostram-nos uma face de Marrocos que ainda não havíamos tido a oportunidade de conhecer. Uma face visivelmente mais rural repleta de paisagens campestres que por diversas vezes nos levaram de regresso a Portugal.


Quanto a Volubilis e para nós que somos assumidos amantes de tesouros arqueológicos, a experiência acabou por ser quase tão intensa quanto aquilo que havíamos imaginado. 
O complexo tem visto a sua fama aumentar nos últimos anos, sendo cada vez mais um local de passagem daqueles que tal como nós viajam pela zona norte do país. Uma popularidade aproveitada por operadores turísticos da região que ali fazem chegar diariamente diversos autocarros carregados de turistas, na sua maioria asiáticos sedentos por disparar as suas máquinas fotográficas sobre tudo e todos. Ainda assim e perante a visível confusão que se vivia perto da bilheteira, acabámos por conseguir percorrer toda a área arqueológica de forma mais ou menos tranquila, tentando inteirar-nos o mais possível sobre cada uma das estruturas parcialmente destruídas ali existentes. 

.LEIA TAMBÉM: ROTEIRO COMPLETO PARA VISITAR O MELHOR DE MARRAQUEXE








Sempre orientados pelo valioso mapa que nos foi dado à entrada, fomos seguindo o trajeto nele sugerido e passando pelos mais importantes edifícios de entre os quais se destacam o Capitólio, o Arco do Triunfo, a Casa das Colunas e os Painéis de Mosaicos ainda presentes em diversas áreas do complexo. No final e depois de mais de duas horas em que percorremos cada canto da antiga cidade, despedimos-nos com uma curta passagem pelo pequeno museu no qual estão expostas algumas peças encontradas aquando das escavações realizadas no local. 

.LEIA TAMBÉM: VISITAR MEKNÉS, O IRRESISTIVEL CONVITE À DESCOBERTA













INFORMAÇÕES ÚTEIS:


-QUANTO CUSTA O INGRESSO PARA VISITAR VOLUBILIS
Na nossa passagem pelas ruínas da antiga cidade romana, o preço do ingresso era de 70 MAD. Se pretender a companhia de um guia certificado para o/a acompanhar e elucidar sobre o espaço, poderá fazê-lo a troco de cerca de 200MAD.

-COMO CHEGAR A VOLUBILIS DESDE MEKNÈS
É extremamente fácil chegar a Volubilis desde Meknès, existindo diversas opções de transporte que poderá usar para chegar ás ruínas da antiga cidade Romana. No nosso caso e como já foi referido, optámos por fazer o trajeto à boleia, tendo sido esta uma escolha pessoal que não sugerimos se não se sentir à vontade para o fazer. 
.GRAND TÁXI - Esta é certamente a opção mais em conta e segundo ficámos a saber o preço cobrado é de 5MAD por pessoa para realizar o trajeto entre Meknès e a cidade de Moulay Idriss. É importante referir que este meio de transporte só deixa o ponto de recolha no momento em que conseguir angariar seis passageiros. Não será com toda a certeza uma viagem confortável mas estamos certos que irá relembra-la durante os dias que se seguem.
.PETIT TÁXI - Se pretender realizar a viagem com algum conforto e sem esperas desnecessárias, esta é a opção certa para si. Se não se sentir à vontade a negociar o preço, informe-se na receção do seu hotel e peça que lhe reservem um destes táxis azuis que circulam por toda a cidade. Como não utilizámos não temos ideia da tarifa praticada entre Meknès e Volubilis. 
.BUS - Este será o meio de transporte com melhor relação qualidade/preço uma vez que para realizar os cerca de 25 Km's não pagará mais de 7MAD. Do que conseguimos apurar, o Bus Número 15 leva-o desde o centro de Meknès até a Cidade de Moulay Idriss em menos de uma hora. Se optar por esta opção sugerimos que se informe no seu hotel sobre qual a paragem desta carreira de autocarro mais próxima.

-ONDE DORMIR EM MEKNÈS
Durante a nossa curta passagem por Meknés e de forma a rentabilizar o tempo que disponhamos, fizemos questão de ficar alojados no coração da Medina e o Riad Dar Al Katib foi a escolha mais óbvia para uma estadia que nos proporcionasse o conforto que procurávamos a um preço bastante acessível. Além da localização, destacamos também a simpatia, a excelente decoração e o completo pequeno almoço tipicamente marroquino que a cada manhã nos foi servido. O Riad Dar Al Katib nasceu num antigo edifício construído há mais de 300 anos, no qual ainda é possível ver alguns apontamentos que fazem parte da sua construção original. O espaço é composto por um enorme e bonito pátio central, ao redor do qual se situam os cinco quartos, cada um deles decorado de forma tradicional.  
.A Crónica completa sobre a nossa estadia no Riad Dar Al Katib pode ser lida AQUI.





PARA SABER MAIS SOBRE AS NOSSAS VIAGENS E VER AS FOTOS DESTE E DE OUTROS DESTINOS ACOMPANHE O DIÁRIO DAS VIAGENS NAS REDES SOCIAIS:

Sem comentários:

Enviar um comentário